Publicidade

Correio Braziliense

GDF espera 2 milhões de foliões no carnaval de rua de Brasília em 2019

Carnaval de 2019 custará R$ 4 milhões ao governo. A expectativa é de que sejam geradas 3 mil vagas de emprego em razão das festividades


postado em 23/01/2019 16:04

(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
A Secretaria de Cultura estima que 2 milhões de foliões participem do carnaval de rua do Distrito Federal este ano. Também é esperada a geração de 3 mil vagas de emprego para o período, além da chegada de 25 mil turistas à capital.

A pasta também estabeleceu objetivos para a folia deste ano. Entre eles estão melhor relacionamento com as empresas privadas, para conseguir maiores investimentos, articulação com os organizadores dos blocos e qualidade de festa para os foliões. 
 
Ao todo, serão gastos R$ 4 milhões com a folia em Brasília. Desse montante, R$ 3,6 milhões vêm dos cofres públicos e o restante, de parcerias fechadas este ano com a iniciativa privada. O pré-carnaval começa em 2 de fevereiro e a expectativa da pasta é de repassar a verba nos próximos dias. 
 
A 40 dias do início do carnaval 2019, a secretaria corre contra o tempo para entregar o planejamento detalhado da data comemorativa e repassar os valores aos 55 blocos habilitados. 

Apesar do planejamento ter começado na antiga gestão, a Secretaria de Cultura trata a festa deste ano como “Novo Carnaval". Entre as novidades, estarão pontos fixos opcionais para realização dos blocos. A pasta instalará estruturas em cinco pontos do DF: Setor Comercial Sul, Setor Bancário Norte, Estádio Mané Garrincha, Taguaparque, em Taguatinga, e Vila Buritis, em Planaltina. 

O secretário de Cultura, Adão Cândido, afirma que escutou escolas de samba, frequentadores e os órgãos de segurança para bolar a melhor estratégia. De acordo com ele, os organizadores dos blocos continuam livres para escolher o local da festa, mas terão que se articular com outros órgãos, como Secretaria de Segurança, para conseguir todas autorizações necessárias. “Este carnaval será um processo de aprendizado, mas temos compromisso de entregar uma boa festa à população”, frisa. 
 

Centro de atendimento ao folião 

 
Outra iniciativa para este ano é a criação do Centro de Atendimento ao Folião, que contará com equipes das secretarias da Mulher, Saúde e Juventude. Esses postos fornecerão serviços como campanhas de combate à violência doméstica, conscientização sobre consumo de álcool e realização de testes rápidos de HIV. 



Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade