Publicidade

Correio Braziliense

VÍDEO: curto-circuito causa princípio de incêndio no HRT

Informações preliminares da Secretaria de Saúde são de que o pronto-socorro foi tomado por fumaça, mas ninguém ficou ferido


postado em 24/01/2019 07:56 / atualizado em 24/01/2019 21:43


  
Um princípio de incêndio no Hospital Regional de Taguatinga (HRT) assustou pacientes e funcionários no começo da manhã desta quinta-feira (24/1). Os bombeiros foram acionados e pacientes internados tiveram que ser levados para os corredores. 

Segundo o Corpo de Bombeiros, as chamas geradas atingiram a tubulação hidráulica, que fica logo acima da fiação elétrica. "Esta tubulação sofreu rompimento que causou vazamento, extinguindo o incêndio.” O  Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Brasília (SindSaúde-DF) informou que o fogo teria sido contido com o uso dos extintores da unidade.
 
Em um vídeo gravado por funcionários, é possível ver uma movimentação muito grande de pessoas em uma área atingida pelo curto. Enfermeiros chegam a correr pelo HRT para auxiliar pacientes.   
 
Pacientes foram deslocados para evitar áreas com fumaça (foto: Divulgação/CBMDF)
Pacientes foram deslocados para evitar áreas com fumaça (foto: Divulgação/CBMDF)
 
 
A Secretaria de Saúde detalhou o acidente: "O princípio de incêndio ocorreu no pronto-socorro e foi causado por um curto-circuito na galeria da rede elétrica. O curto causou o rompimento de um cano de água na mesma galeria".
 
O órgão disse ainda que o pronto-socorro foi tomado por fumaça e os pacientes na sala de admissão e no box de trauma foram realocados na sala vermelha e nas enfermarias do hospital. "Ninguém ficou ferido e os engenheiros aguardam o término da ação dos bombeiros para iniciar a investigação dos motivos da ocorrência."
 
Os bombeiros disseram que a perícia já está sendo feita para determinar as causas do incidente, e a Defesa Civil também fará uma vistoria. Os atendimentos no pronto-socorro e os procedimentos cirúrgicos foram suspensos nesta quinta-feira. Cerca de 80 pacientes foram transferidos para outros hospitais, e a recomendação da Secretaria de Saúde é de que quem precise de atendimento em Taguatinga evite o HRT.
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade