Publicidade

Correio Braziliense

Dias de calor continuam; confira a previsão para o fim de semana no DF

Semana registra temperaturas recordes e baixa umidade. Inmet emitiu alerta de perigo potencial à saúde e possibilidade de incêndios florestais e Defesa Civil declarou estado de atenção


postado em 25/01/2019 06:00 / atualizado em 25/01/2019 07:52

Amanhecer em Brasília(foto: Bárbara Cabral/Esp. CB/D.A Press)
Amanhecer em Brasília (foto: Bárbara Cabral/Esp. CB/D.A Press)

O brasiliense tem sofrido com o sol forte e o calor que atinge o Distrito Federal. A semana começou batendo recorde de temperatura. A situação levou o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) a emitir alerta e registrar perigo em potencial à saúde e possibilidade de incêndios florestais. A Defesa Civil também declarou estado de atenção em razão da umidade, que há cinco dias se mantém próxima do nível de 30% a 20%. Apesar da previsão de pancadas de chuva e trovoadas isoladas nos próximos dias, a sensação de tempo abafado deve permanecer até o fim do verão, em 20 de março.

A última segunda-feira foi o dia mais quente do ano até agora, quando a estação do Inmet em Águas Emendadas marcou 33,6ºC. Ontem, os termômetros registraram 32,6ºC. A umidade relativa mais baixa alcançou 34% e a mais alta ficou em 81%.

Para hoje e o fim de semana, a previsão é de céu parcialmente nublado a nublado com pancadas de chuva e trovoadas isoladas. Mas, segundo a meteorologista Maria das Dores de Azevedo, isso não é suficiente para amenizar o calor. “Quando a chuva passa, as temperaturas voltam a ficar elevadas por causa do verão. E, quando não chove, a sensação de calor aumenta”, explicou.

A temperatura para hoje deve variar entre 17ºC e 33ºC nas horas mais quentes do dia. A umidade relativa do ar pode ficar entre 95% e 35%. Por causa do clima quente, a Secretaria de Saúde recomenda cuidados aos brasilienses, como evitar exposição ao sol das 10h às 16h e hidratar o corpo com a ingestão de líquidos. A dica é fazer atividades físicas apenas nas primeiras horas da manhã, no fim da tarde ou à noite (leia Cuidados).

O enfermeiro Bernardino José Rocha, 36 anos, afirma que dá atenção à saúde durante esses dias de muito calor. “Eu me hidrato bastante, bebo muita água, me protejo com filtro solar e evito transitar em horários de temperaturas muito elevadas”, explica. Ele também se alimenta com uma dieta rica em frutas e verduras.

Já a servidora pública Marta Pereira, 32, e o colega, técnico de laboratório Wagner Costa, 29, tem atitudes diferentes para enfrentar o calor. Marta caminha no início da manhã ou no fim da tarde para evitar exposição ao sol quente. Wagner, por sua vez, diz que ama o calor e segue com a mesma carga de exercícios. “Continuo com minha atividade física nos mesmos horários de quando o clima está mais ameno. De vez em quando, saio ao meio-dia mesmo para andar de bicicleta”, ressalta.

Opções de lazer


Subsecretário da Defesa Civil, o coronel Sérgio Bezerra explica que os efeitos mais comuns no período do calor são desmaios, sensação de mal-estar, pressão baixa e tonturas. “A transpiração aumenta, o corpo sente necessidade de maior hidratação e quem mais sofre são as crianças e os idosos, porque os mais novos ainda não contam com um sistema respiratório bem formado e os idosos têm algumas deficiências e dificuldade de respiração, o que acaba superlotando emergêcias de hospitais”, reforça. A principal recomendação, por isso, é a ingestão de bastante líquido, como água ou sucos, e a preferência por ficar em locais com sombra.

Para se refrescar, algumas opções são os parques e as reservas ecológicas. Parque da Cidade, Parque de Águas Claras, Parque Nacional (Água Mineral) e Jardim Botânico são algumas das áreas verdes do Distrito Federal que podem trazer mais frescor às tardes quentes. Quem quiser se refrescar na água também pode aproveitar o Lago Paranoá e algumas cachoeiras do Entorno. O lago oferece opções de atividades como stand up paddle, vela e caiaque.

* Estagiária sob supervisão de Mariana Niederauer

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade