Publicidade

Correio Braziliense

Remoção de cadáver por morte natural não será mais pelo IML

A mudança começa a valer a partir deste sábado (26/1). Familiares vão solicitar a retirada do corpo no Serviço de Verificação de Óbito (SVO) da Secretaria de Saúde


postado em 25/01/2019 11:22 / atualizado em 25/01/2019 11:22

A partir deste sábado (26/1), as remoções de cadáveres decorrentes de mortes naturais não será feita pelo Instituto de Medicina Legal (IML) da Polícia Civil. Familiares deverão procurar o Serviço de Verificação de Óbitos da Secretaria de Estado da Saúde do DF (SVO-SES), que será o órgão responsável pelo trabalho e funciona, provisoriamente, no Hospital Regional de Ceilândia (HRC). 
 
De acordo com informações da Divisão de Comunicação da Polícia Civil (Divicom), o protocolo de registro de ocorrência policial nas delegacias será mantido. As unidades serão responsáveis pelas investigações de cada caso, sejam eles em via pública ou residenciais.
 
Os agentes se deslocam até o local do fato, onde coletam informações com testemunhas e com os serviços de atendimento, como Corpo de Bombeiros e Samu. Com os dados, acionam o SVO quando se trata do óbito natural, para que os servidores deste  órgão façam a remoção do corpo para o espaço do Hospital de Ceilândia até que a família ou alguma serviço de funerária faça a retirada.
 
No caso de suspeita ou constatação de morte violenta, os policiais entram em contato com o IML, que também fica responsável pelo laudo cadavérico.  
 
Todas as mortes serão registradas nas delegacias. As unidades ficam responsáveis por analisar se morte natural ou violenta (foto: Divulgação/PCDF)
Todas as mortes serão registradas nas delegacias. As unidades ficam responsáveis por analisar se morte natural ou violenta (foto: Divulgação/PCDF)
 
 
A mudança nas normas de retirada de cadáveres ocorreu após acordo assinado entra a Polícia Civil e Secretaria de Saúde, em 27 de dezembro passado. O processo foi acompanhado pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT/Pró-Vida).
 
Familiares que precisarem remover os corpos deverão acionar o Serviço de Verificação de Óbito pelo telefone (3371-3544). O SVO ocupa uma área cedida pelo Centro de Atenção Psicossocial do HRC, em Ceilândia. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade