Publicidade

Correio Braziliense

Sargento da PMDF, mulher e filho morrem em acidente de carro na BR-020

O casal ficou preso nas ferragens e morreu no local, a criança foi levada ao Instituto Hospital de Base, mas não resistiu aos ferimentos


postado em 27/01/2019 21:11 / atualizado em 27/01/2019 22:35

(foto: Corpo de Bombeiros Militar de Goiás)
(foto: Corpo de Bombeiros Militar de Goiás)

 

Uma colisão frontal entre um veículo de passeio e uma carreta causou a morte de uma família, na manhã deste domingo (27), por volta das 7h, no quilômetro 80 da BR-020. Elzilene de Sousa Silva Ferreira, 40, conduzia uma caminhonete com o marido, o sargento da Polícia Militar do Distrito Federal Marcílio da Costa, 45, e o filho Lyncon, quando colidiu e o carro foi desviado da pista, capotou e pegou fogo.

Segundo o Corpo de Bombeiros de Goiás, testemunhas disseram que Elzilene entrou na contramão e surpreendeu o motorista da carreta, que não teve ferimentos e recusou atendimento médico. Elzilene e Marcílio ficaram presos nas ferragens e morreram no local do acidente. Lyncon chegou a ser levado ao Instituto Hospital de Base, mas não resistiu.

 

A família tinha passado as férias no Piauí e retornavam à casa, na capital. Marcílio era lotado no 20º Batalhão da Polícia Militar, no Paranoá. O órgão emitiu uma nota de pesar pela morte. Ainda não há informações sobre data e horário do velório.

 

Memória

 

Em 29 de dezembro do ano passado, outro grave acidente da BR-020 matou cinco pessoas, entre elas, duas crianças de 4 e 9 anos. Um carro de passeio e um ônibus colidiram frontalmente no quilômetro 9 da rodovia, logo após Formosa, antes do trevo de Cabeceiras. O motorista do carro teria tentado uma ultrapassagem e quando já estava muito próximo do ônibus que vinha em sua direção, teria desviado para o acostamento. O coletivo teria feito o mesmo, causando a batida. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade