Publicidade

Correio Braziliense

Militar de 21 anos morre atropelado por amigo embriagado em Brazlândia

Motorista embriagado tentava manobrar o carro quando atingiu o próprio amigo contra a parede. Segundo a Polícia Civil, ele está em estado de choque


postado em 28/01/2019 09:30 / atualizado em 28/01/2019 15:08

(foto: Lucas Pacífico/CB/D.A Press)
(foto: Lucas Pacífico/CB/D.A Press)
 
Um jovem de 21 anos morreu após ser atropelado pelo próprio amigo em Brazlândia. Segundo a Polícia Militar, o motorista estava embriagado quando tentava manobrar de ré o Fiat Toro. Ele acabou atingindo Guilherme Soares de Sousa, militar do exército, contra a parede. O teste do bafômetro confirmou a ingestão de álcool, apontando 0,64 miligrama de álcool por litro de ar, como informou a Comunicação Social da PM.
 
Os militares também disseram que o carro não era de propriedade do motorista embriagado, e que o dono do veículo tentou escapar com o Toro, mas foi detido nas proximidades do Incra 9. Segundo os bombeiros que participaram da ocorrência, o responsável pelo atropelamento também tem 21 anos e permaneceu no local após o acidente.
 
O caso aconteceu na madrugada desta segunda-feira (28/1), às 0h10, na Rua do Lago. Quando o Corpo de Bombeiros chegou ao local, Guilherme Soares de Sousa já estava sem os sinais vitais e com uma deformidade no crânio. Segundo testemunhas informaram aos policiais, ele estava na rua ouvindo música com os amigos e eles pegaram o carro para ter um som mais alto.

De acordo com a Divisão de Comunicação da Polícia Civil (Divicom), o autor ficou em estado de choque após a morte do amigo. Ele foi encaminhado ao Hospital Regional de Brazlândia (HRBz) para ser medicado. Ao término do atendimento, prestou depoimento na 18ª Delegacia de Polícia (Brazlândia) e foi liberado. 
 
"Em observância ao artigo 301 do Código de Trânsito Brasileiro, o autor do homicídio culposo na direção do veículo automotor não foi preso em flagrante, pois prestou socorro à vitima", explicou a Polícia Civil. O carro foi apreendido e passará por perícia. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade