Publicidade

Correio Braziliense

Pronto-socorro do Hospital de Taguatinga volta a funcionar parcialmente

Atendimento deverá ser completamente normalizado ainda nesta terça-feira (29/1), segundo a Secretaria de Saúde


postado em 29/01/2019 15:07 / atualizado em 29/01/2019 15:07

Emergência ficou interditada após princípio de incêndio causado por curto-circuito(foto: Arthur Menescal/Esp. CB/D.A Press)
Emergência ficou interditada após princípio de incêndio causado por curto-circuito (foto: Arthur Menescal/Esp. CB/D.A Press)

O pronto-socorro do Hospital Regional de Taguatinga (HRT) voltou a funcionar, parcialmente, na manhã desta terça-feira (29/1). As especialidades em plena atividade são ginecologia, oftalmologia, ortopedia e cirurgia geral. A previsão é de que os reparos nos quadros de energia sejam concluídos nas próximas horas, possibilitando a oferta de assistência em todas as especialidades.

 

A manutenção foi realizada pela empresa contratada regularmente pela Secretaria de Saúde do Distrito Federal e, com isso, a nova instalação elétrica não resultou em despesa extra para a pasta. 

 

A direção do hospital informou, também, que a galeria onde ocorreu o princípio de incêndio, na última quinta-feira (24), receberá uma reforma estrutural capitaneada pela Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap). Esta ação estruturante será feita por meio da força-tarefa SOS DF Saúde, que constatou as condições da edificação da unidade.

 

Ambulatório

 

Os pacientes que têm consultas eletivas agendadas para esta terça-feira (29) estão sendo atendidos sem intercorrência. Aqueles que tiveram seus atendimentos suspensos, na última sexta-feira (25), serão reagendadas para o período disponível mais próximo possível.

 

O número total de consultas não realizadas no último dia 25 somam 312, nas seguintes especialidades: cirurgia geral e plástica, dermatologia, ginecologia, hematologia, mastologia, nefrologia, neurologia, ortopedia, otorrinolaringologia, pediatria, oncologia, endocrinologia e odontologia.

 

O hospital estava com restrições no atendimento há cinco dias. O pronto-socorro do HRT teve que ser interditado depois do princípio de incêncio. Além disso, as consultas ambulatoriais não estavam sendo realizadas. Segundo a Secretaria de Saúde, o atendimento no hospital deverá ser completamente normalizado ainda nesta terça-feira (29). 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade