Publicidade

Correio Braziliense

Homem tenta subornar porteiro para receber objeto comprado com cartão falso

Estudante de educação física comprou um notebook com cartão falso e pediu que porteiro não avisasse a ninguém da entrega, para que a fraude não fosse descoberta. O funcionário do prédio na Asa Sul contou ao dono e os dois prestaram queixa na polícia


postado em 29/01/2019 21:36 / atualizado em 29/01/2019 22:10

Crime é investigado pela 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul)(foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
Crime é investigado pela 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul) (foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)

Na tarde da última segunda-feira (28/1), por volta das 17h, o estudante de educação física Jean Ferreira de Lima, 25 anos, foi preso em flagrante por crime de estelionato na Quadra 106 Sul. De acordo com a Polícia Civil, o autor do crime afirmou que uma pessoa comprou um notebook nas Casas Bahia com um cartão de crédito falso e pediu que a entrega fosse realizada em apartamento do Bloco B da quadra.

O criminoso ofereceu R$ 150 para o porteiro do prédio não informar a ninguém sobre a entrega. O porteiro comunicou ao morador do apartamento e os dois foram prestar queixa na 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul). Ao tentar buscar o equipamento eletrônico, na segunda-feira, quatro agentes da Polícia Civil prenderam Jean de Lima.

 

De acordo com o artigo 171 do Código Penal, o crime de estelionato é caracterizado por obtenção de algo para si ou para outra pessoa por meio de vantagem ilícita ou prejuízo alheio. A pena é de um a cinco anos de prisão.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade