Publicidade

Correio Braziliense

Justiça decreta prisão preventiva de homem que tentou matar companheira

Crime aconteceu na segunda-feira (4/2). Em outubro de 2018, o acusado de 58 anos também violentou a mulher de 39 que já tinha medida protetiva


postado em 06/02/2019 17:09 / atualizado em 06/02/2019 17:27

(foto: Fernando Lopes/CB/D.A Press)
(foto: Fernando Lopes/CB/D.A Press)
A Justiça converteu a prisão em flagrante para preventiva do homem de 58 anos que tentou matar a ex-mulher com uma pistola de pressão, em Santa Maria. A juíza Lorena Alves Campos decidiu por manter o homem na cadeia para garantir o cumprimento de medidas protetivas consideradas de urgência em favor da vítima de 39 anos. Em outubro de 2018, o acusado também violentou a companheira que já tinha medida protetiva.

A magistrada considerou, portanto, que o suspeito praticou o crime em descumprimento de decisão judicial. "As circunstâncias, aliadas ao histórico de violência já existente, indicam a necessidade da prisão preventiva do autuado para preservar a ordem pública e a integridade física e psíquica da vítima".

Para a juíza, "há necessidade da segregação cautelar do agente, em razão de sua periculosidade, extraída das circunstâncias que envolvem o caso concreto e do histórico de violência doméstica e familiar."

Entenda o caso

 
O homem desceu do veículo e disparou com uma arma de airsoft com balas de chumbo contra o carro. Um tiro atingiu a cabeça da mulher e o outro. o braço esquerdo do irmão.
A vítima foi socorrida com ferimentos e consciente pelo helicóptero do Corpo de Bombeiros. Ela recebeu atendimento no Hospital de Base.
 
O homem tentou fugir, mas foi preso no Park Way pela equipe da Polícia Militar. O casal tinha 19 anos de relacionamento. O caso foi encaminhado para a 20ª Delegacia de Polícia (Gama).

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade