Publicidade

Correio Braziliense

Promotoria de Justiça de Brazlândia lança projeto de prevenção ao suicídio

O programa também busca a capacitação de profissionais de educação, saúde e segurança pública, para que identifiquem comportamentos suicidas e os fatores de risco e de proteção, além de garantir os encaminhamentos necessários


postado em 07/02/2019 18:21 / atualizado em 07/02/2019 21:07

(foto: Maurenilson Freire/CB/D.A Press)
(foto: Maurenilson Freire/CB/D.A Press)
A Promotoria de Justiça de Brazlândia lançou o projeto Falando sobre vida: prevenção ao suicídio. A iniciativa inclui ações para prevenir o suicídio nas áreas urbana e rural da cidade. O objetivo é elaborar uma política de intervenção eficiente e continuada a partir da análise de dados sobre ocorrências de comportamento suicida. 

O programa também busca a capacitação de profissionais de educação, saúde e segurança pública, para que identifiquem comportamentos suicidas e os fatores de risco e de proteção, além de garantir os encaminhamentos necessários. 

Segundo o coordenador administrativo da Promotoria de Justiça da cidade, Higo Noboro Nishida Arakaki, “o projeto responde a uma demanda da sociedade de Brazlândia, pois o suicídio, infelizmente, é recorrente entre nossos jovens.” A psicóloga Thayse Duarte Varela Dantas César, que atua no setor psicossocial da Promotoria de Justiça, concorda. “O projeto será fundamental para a comunidade, que possui uma demanda crescente sobre o tema”, afirma. 

Atuação em rede

O projeto foi anunciado durante a reunião da rede social de Brazlândia, realizada na Promotoria de Justiça da cidade. No encontro, também foram apresentados os novos representantes e gestores de órgãos do Governo do Distrito Federal. Estiveram presentes representantes da comunidade, de instituições não governamentais e de órgãos públicos, como Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Administração Regional, Coordenação Regional de Ensino, Coordenação Regional de Saúde, Secretarias de Desenvolvimento Social e de Trabalho e Instituto Brasília Ambiental (Ibram).

Os encontros ocorrem desde 2004 e têm o objetivo de debater as demandas apresentadas pela sociedade e pelas instituições participantes. A ideia é permitir a solução dos problemas enfrentados pela sociedade civil local.
 
(foto: MPDFT Divulgação)
(foto: MPDFT Divulgação)
 

Com informações do MPDFT 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade