Publicidade

Correio Braziliense

Pais denunciam homem por tentativa de invasão a escola na Asa Norte

Segundo relatos, suspeito tentou invadir a escola duas vezes nesta semana. Moradores e comerciantes da região também reclamam da importunação


postado em 07/02/2019 21:16 / atualizado em 11/02/2019 13:27

A instituição de ensino explicou o caso por meio de comunicado enviado por e-mail aos responsáveis pelos estudantes(foto: Reprodução/WhatsApp)
A instituição de ensino explicou o caso por meio de comunicado enviado por e-mail aos responsáveis pelos estudantes (foto: Reprodução/WhatsApp)
A Polícia Civil investiga uma denúncia de tentativa de invasão à escola Pedacinho do Céu, na Asa Norte, na segunda (4/2) e na terça-feira (5/2). Um comunicado da instituição de ensino informou os responsáveis pelos estudantes que um homem tentou acessar a escola e que teria se exaltado no momento em que foi impedido pelo porteiro do colégio. O caso foi registrado na 2ª Delegacia de Polícia (Asa Norte) como ameaça e vias de fato.

Segundo a ocorrência, além de tentar invadir a escola duas vezes, o suspeito, identificado como E.M.C., 49 anos, teria ameaçado quebrar os vidros do prédio e abordado uma funcionária do colégio e uma criança de 5 anos acompanhada da mãe.

Diretor-geral da instituição de ensino, Lúcio Weber confirmou o caso e informou que, para garantir a segurança, a escola fechou definitivamente a entrada secundária e contratou um segurança e mais um porteiro. 

Ao contrário do que foi relatado na ocorrência, no entanto, o diretor afirmou que o homem não conseguiu abordar pais ou estudantes. "Não teve nada grave, apenas esse cidadão que tentou entrar, mas não entrou porque foi impedido. Ele chegou em uma van cinza, e os pais anotaram a placa. Estamos acalmando o pessoal e permanecemos em alerta", reforçou Lúcio Weber.

O Correio apurou que, desde segunda-feira (4/2), moradores e comerciantes da Asa Norte apresentam denúncias à polícia contra o suspeito. A maior parte delas envolve casos de importunação. A população pode acionar o 190, em caso de crimes ou de suspeitas, ou entrar em contato com o plantão da 2ª DP pelo 3207-6464.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade