Publicidade

Correio Braziliense

Adolescente é morto a tiro em distribuidora do Recanto das Emas

Este é o segundo assassinato registrado na região administrativa durante a madrugada deste sábado. A vítima chegou a ser socorrida, mas faleceu no hospital


postado em 09/02/2019 17:09 / atualizado em 09/02/2019 23:50

(foto: Fernando Lopes/CB/D.A Press)
(foto: Fernando Lopes/CB/D.A Press)
Mais um assassinato marca uma madrugada de violência no Recanto das Emas. Neste sábado (9/2), um adolescente de 15 anos morreu após levar um tiro na cabeça, quando tentava separar uma briga. O caso aconteceu próximo a uma distribuidora de bebidas na Quadra 301. Ninguém foi preso. Esse foi o segundo assassinato na região administrativa, que teve o registro do latrocínio do vigia de obra Luiz Gomes da Silva, 49

 

O crime aconteceu por volta das 1h. Segundo relatos de testemunhas à polícia, a área próxima à distribuidora estava movimentada. Um grupo que bebia em frente ao estabelecimento viu o momento em que aconteceu a briga. 

 

Lucas Vinicius Dionizio Martins tentou intervir, quando de repente, houve um disparo de arma de fogo e a vítima caiu no chão. Todos correram do local, incluindo os envolvidos na briga, que saíram em um Fiat Palio vermelho. 

 

O adolescente foi socorrido pelos bombeiros em estado grave e levado ao Hospital Regional de Taguatinga (HRT). Na unidade, passou por um procedimento cirúgico e precisou ser transferido ao Hospital de Base. Lucas não apresentou melhora do quadro e, por volta das 6h35, faleceu. 

 

Agentes da 27ª Delegacia de Polícia (Recanto das Emas) investigam o caso, registrado como homicídio. Os policiais buscam informações e imagens de circuito de segurança da região que tenham flagrado o suspeito. 

 

Lucas nasceu em Brasília e, em 23 de março completaria 16 anos. Ele morava com a família no Conjunto 41 da Quadra 300 na região administrativa. Ainda não há informações do sepultamento da vítima. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade