Publicidade

Correio Braziliense

VÍDEO: Chuva forte causa transtornos e um acidente fatal no DF

Na BR 080, colisão entre carros terminou em morte. Em Vicente Pires, ruas 7 e 8 ficaram inundadas. Nos hospitais do Gama e Planaltina, a água invadiu salas


postado em 09/02/2019 19:25 / atualizado em 09/02/2019 23:46

Apesar de o sábado ter amanhecido ensolarado, a chuva que caiu por volta de 16h30 causou alguns transtornos na cidade. Na BR 080, um acidente resultou em morte. O caso aconteceu em frente à Fundacao Assistencial de Servidores Incra, em Brazlândia. O motorista que foi a óbito não foi identificado. Ele estava em um VW Gol vermelho e colidiu com um Lifan verde, conduzido por Juliane Magalhães. Ela foi transportada pelo SAMU para o Hospital Regional de Taguatinga (HRT). A passageira que estava com ela, Luemira Gabriel Cezar, de 52 anos, foi levada pelos bombeiros para o mesmo hospital, com dores abdominais e no tórax, mas consicente e orientada.
 
Em Sobradinho, o Corpo de Bombeiros foi acionado para prestar socorro depois que um caminhão rodou na BR 020 e capotou. O acidente foi em frente à quadra 18, sentido Brasília, mas não houve vítimas e ninguém precisou ser transportado para o hospital. Já na EPTG, motoristas enfrentaram engarrafamento no sentido Taguatinga a partir do Lúcio Costa. Na Via Estrutural, condutores também precisavam lidar com a forte enxurrada.
 
Em Vicente Pires, quem se atreveu a dirigir precisou enfrentar ruas transformadas em rios. Nas ruas 6 e 7, motoristas passavam devagar pela água misturada ao barro. Na rua 3, a chuva derrubou o muro de um lote na chácara 29 e alagou uma casa vizinha. Cerca de 70 centímetros de água cobriram a residência. Segundo o servidor público Thiago Ribeiro, de 28 anos, o caso foi na casa do pai dele. "Minha madrasta deixou meu pai no aeroporto e quando voltou não pôde mais entrar porque estava tudo inundado. Os bombeiros foram chamados porque havia risco de curto circuito".
 
Casa na rua 3 em Vicente Pires ficou completamente inundada. Bombeiros foram chamados pois havia risco de choque elétrico(foto: Arquivo Pessoal)
Casa na rua 3 em Vicente Pires ficou completamente inundada. Bombeiros foram chamados pois havia risco de choque elétrico (foto: Arquivo Pessoal)
 
Até a geladeira ficou boiando na inundação. "Antes das obras de saneamento isso nunca tinha acontecido. Agora a casa está inabitável, tudo cheio de lama", lamenta. 

Problema em hospitais 

Em alguns hospitais, pacientes também enfrentaram problemas. No Hospital Regional do Gama, a ala de internação ficou inundada e pacientes precisavam caminhar no piso molhado. Já em Planaltina, a água descia pelas lâmpadas, molhando camas nas salas de repouso de médicos e fisioterapeutas.
 
Em nota, a Secretaria de Saúde disse reconhecer e lamentar o estado precário dos hospitais. "Está em fase de planejamento e levantamento de custo, um projeto de obras para uma reforma estrutural no Hospital Regional do Gama, que vivia apenas recebendo reparos pontuais. O problema que ocorreu neste hospital é referente a manta de isolamento do teto e foi necessário realocar apenas 4 pacientes para outras áreas. Os reparos emergenciais estão sendo providenciados", disse o texto. Sobre o hospital de Planaltina, a pasta informou que a situação foi pontual e que o lugar está passando por avaliação técnica para elaboração de projetos estruturais. Nenhum paciente precisou ser removido ou deslocado. 
 
Hoje cedo, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) já havia previsto chuva em áreas isoladas. O fenômeno deve se repetir até o dia 15.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade