Publicidade

Correio Braziliense

Fundação Assis Chateaubriand comemora 30 anos de atuação em causas sociais

O primeiro evento que marca as comemorações foi realizado ontem no Clube Cota Mil, com a presença dos cerca de 200 funcionários da Fundação e alguns convidados que acompanham a trajetória da organização.


postado em 12/02/2019 06:00

(foto: Teca Machado/Esp. FAC/D.A Press)
(foto: Teca Machado/Esp. FAC/D.A Press)

Em um mundo em constante transformação, em que a tecnologia vem tomando conta do mercado, extinguindo profissões e mudando a forma de trabalhar e encarar a realidade, torna-se cada vez mais essencial focar no potencial humano das equipes. Contagiada por esse espírito de colaboração e valorização dos indivíduos, a Fundação Assis Chateaubriand (FAC) celebra, neste mês, seus 30 anos.

O primeiro evento que marca as comemorações foi realizado ontem no Clube Cota Mil, com a presença dos cerca de 200 funcionários da Fundação e alguns convidados que acompanham a trajetória da organização. O objetivo foi integrar, provocar uma reflexão coletiva e fortalecer o time, trazendo valores importantes para a entidade, batizados como #donossojeito e que estão refletidos na forma como o trabalho social é desenvolvido nas comunidades.

Houve dinâmicas e experiências vivenciais para que os participantes sentissem os conceitos de comunidade colaborativa, empatia, diversidade e inclusão, saúde e bem-estar, agente transformador, criatividade e inovação, além de automotivação. “Foi bacana ver reunido todo mundo que está contribuindo para a gente trilhar esse caminho, fortalecendo vínculos, reforçando valores e confirmando as nossas intenções. É muito bom ver a vontade e determinação das pessoas para fazer algo umas pelas outras, gerando um benefício para o coletivo”, afirmou Mariana Borges, superintendente executiva da Fundação.


Maturidade


Para o presidente da entidade, Paulo César Marques, a FAC vem evoluindo bastante. “Estamos num momento importante, mais maduro, com uma equipe forte, uma cultura cada dia mais consistente, com valores importantes para o crescimento e desenvolvimento coletivo. Dessa forma, a gente tem muito a continuar contribuindo pelo desenvolvimento da nossa cidade, Brasília, e de outros estados brasileiros”, observa.

Além do trabalho desenvolvido desde 2011 em Centros Olímpicos e Paralímpicos, Paulo César destaca que um caminho interessante encontrado recentemente, e que contribui para a missão de deixar pessoas melhores para o mundo, foi o empreendedorismo.

“Lançamos em 2017 um programa que tem o objetivo de fazer as pessoas se conhecerem um pouco mais, entenderem o mundo ao seu redor e encontrarem uma forma de contribuírem para tornar esse planeta melhor, usando seu talento em prol de algo útil e importante para elas, mas também com significado para a sociedade”, ressalta.


Atuação


O trabalho da FAC começou voltado para a cultura e preservação da memória do jornalista Assis Chateaubriand. Ao longo dos anos, a atuação foi se ampliando e ganhando espaço em vários estados, com foco em programas, projetos e ações voltados para a educação, esporte, saúde, turismo e, mais recentemente, o empreendedorismo.

}No DF, a Fundação desenvolve uma série de iniciativas de responsabilidade social. Contribui para a formação integral de crianças e jovens com o Leio e escrevo meu futuro, em visita guiada à sede dos Diários Associados, além de ser parceira no desenvolvimento de políticas públicas. Planeja e executa aulas e eventos esportivos, comemorativos e cursos de qualificação social para cerca de 30 mil crianças, jovens, adultos e idosos, com e sem deficiência, nos Centros Olímpicos e Paralímpicos de Ceilândia (Parque da Vaquejada e Setor O), Estrutural, Riacho Fundo I, Samambaia, São Sebastião e Sobradinho.

Com o programa Ei! Comunidade de Aprendizagem para Empreendedores, lançado em 2017, aposta no empreendedorismo como ferramenta para inclusão, transformação e mobilidade social. Além de um curso que prepara empreendedores para o mercado e que já formou duas turmas, com a terceira prevista para começar em 18 de março, a Comunidade Ei promove conexões e abre seu espaço para eventos do ecossistema da cidade. Saiba mais em www.ei.org.br

A Fundação Assis Chateaubriand faz parte do Movimento ODS Nós Podemos, que estimula o trabalho em prol da agenda global dos objetivos de desenvolvimento sustentável, é membro da Rede de Investidores Sociais do DF, integra o conselho do Selo Social e está na presidência da Federação de Fundações Privadas do Distrito Federal.


MEMÓRIA


Trabalho para o desenvolvimento
Criada em 23 de fevereiro de 1989, a Fundação Assis Chateaubriand (FAC) é a fundação empresarial dos Diários Associados. Inspirada no perfil empreendedor de Assis Chateaubriand, fundador do grupo de comunicação e responsável por uma série de transformações importantes para o Brasil, a FAC realiza um trabalho em prol do desenvolvimento de milhares de pessoas no país. Informações: www.facbrasil.org.br


 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade