Publicidade

Correio Braziliense

Projeto prevê calçadas largas e acessíveis no Setor Hospitalar Sul

A ampliação da largura das calçadas, que passarão de 3,5 metros para 6 metros, é uma das principais mudanças e deve reduzir faixas para veículos na região


postado em 13/02/2019 13:58 / atualizado em 13/02/2019 15:35

Projeto de revitalização do Setor Hospitalar Sul prevê readequação de calçadas e estacionamento com piso permeável(foto: Foto: Reprodução/NósUrbanos)
Projeto de revitalização do Setor Hospitalar Sul prevê readequação de calçadas e estacionamento com piso permeável (foto: Foto: Reprodução/NósUrbanos)
Um projeto de requalificação dos espaços públicos no Setor Hospitalar Local Sul foi encaminhado pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação para a Secretaria de Obras e para a Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), com o objetivo de melhorar a acessibilidade e organizar o trânsito no local. A iniciatica faz parte do NósUrbanos, uma política de melhoria dos espaços públicos já estabelecidos em diversos pontos do Distrito Federal. 

 

A licitação deve ser lançada em 90 dias. As obras na região devem durar cerca de 180 dias, após a as empresas serem escolhidas. O projeto ainda está em fase de atualização de orçamentos. O plano de melhorias foi elaborado pela pasta e tem recursos destinados por meio do Fundo de Desenvolvimento Urbano do Distrito Federal (Fundurb), logo os custos da obra não competem com as despesas prioritárias do Estado, como pagamento de servidores e custeio de educação e saúde.

 

Melhorias

A ampliação da largura das calçadas, que passarão de 3,5 metros para 6 metros, é uma das principais mudanças. As vias passarão a ter uma faixa de rolamento de 3,5 metros. Hoje, existem duas faixas, com 7 metros ao todo, mas uma delas é ocupada por carros estacionados irregularmente. Essa situação obstrui a passagem de ambulâncias às entradas de emergências dos centros médicos.

 

Além disso, os estacionamentos públicos serão readequados no Setor Hospitalar Sul. Canteiros serão criados na área, de forma a delimitar vagas, evitar a formação de filas duplas e criar rotas seguras para pedestres. O bolsão de vagas entre a 716 Sul e a Estrada Setor Policial Militar, será dividido em dois trechos. No local será criada uma praça de convivência e a proposta é que, no futuro, ali seja implementado um ponto de integração ao transporte público.

 

A a velocidades das vias também vão passar por alterações. Uma proposta a qual os veículos poderiam circular a 30km/h, dando a possibilidade de circulação de bicicletas na faixa, será submetida à avaliação do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF). 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade