Publicidade

Correio Braziliense

Corpo de idoso é encontrado em matagal de Santa Maria

A vítima foi identificada como Antônio Bernardino de Sousa, 64 anos. Polícia tenta levantar os últimos passos da vítima


postado em 13/02/2019 20:50 / atualizado em 13/02/2019 20:49

Policiais encontraram o cadáver em meio a um matagal, às margens da DF-190(foto: Divulgação/PCDF)
Policiais encontraram o cadáver em meio a um matagal, às margens da DF-190 (foto: Divulgação/PCDF)
Após denúncia anônima, policiais encontraram um cadáver em um matagal, às margens da DF-290, em Santa Maria. O corpo foi descoberto às 8h de terça-feira (12/2) e tinha diversos hematomas. Inicialmente, Antônio Bernardino de Sousa, 64 anos, não tinha marcas de facadas ou tiros. Investigadores da 33ª Delegacia de Polícia (Santa Maria) tentam refazer os últimos passos do homem e se ele tinha inimigos.  
 
De acordo com informações da Polícia Civil, Antônio foi encontrado de bruços, vestindo cueca e camiseta. Ao lado da vítima estava uma carteira com documentos. Após a retirada do cadáver pelo Instituto de Medicina Legal (IML), familiares e amigos da vítima compareceram no local para o reconhecimento. O corpo será submetido a análise do Instituto de Identificação para confirmar a identidade. 
 
A vítima foi identificada como Antônio Bernardino de Sousa, de 64 anos(foto: Divulgação/PCDF)
A vítima foi identificada como Antônio Bernardino de Sousa, de 64 anos (foto: Divulgação/PCDF)
 
 
Segundo o delegado adjunto Alberto Rodrigues, da 33ª Delegacia de Polícia (Santa Maria), o caso é tratado como homicídio. Contudo, nenhuma hipótese é descartada. "É cedo para delimitarmos uma linha investigatória. Enquanto isso, estamos coletando depoimentos de parentes e amigos para descobrirmos onde Antônio estava antes de ser morto. Ao que tudo indica, o crime ocorreu na madrugada de domingo (10)", explica. 
 
Peritos estiveram no local onde o corpo foi encontrado. O laudo sai em até 30 dias e confirmará se a vítima foi ou não assassinada no local. "A área é conhecida por ser ponto para uso de crack. Por isso, é importante saber onde ocorreu o homicído. Ainda conversaremos com mais conhecidos do homem para saber qual era o convívio social dele. Se era ou não usuário de drogas, entre outras coisas", finaliza o delegado. 
 
A Polícia Civil pede ajuda para solucionar o caso. Quem tiver qualquer informação pode denunciar anonimamente pelo 197. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade