Publicidade

Correio Braziliense

Gangue mata suspeito de estuprar e assassinar jovem em Águas Lindas (GO)

Ele e outros dois rapazes eram suspeitos de cometer o crime contra Rafaela Martins Cardoso, nessa terça-feira (5/3)


postado em 08/03/2019 00:23

Rafaela Martins Cardoso, 18, foi sequestrada, estuprada e assassinada por três homens(foto: PCGO/Reprodução)
Rafaela Martins Cardoso, 18, foi sequestrada, estuprada e assassinada por três homens (foto: PCGO/Reprodução)
Um homem suspeito de sequestrar, estuprar e matar uma jovem de 18 anos em Águas Lindas de Goiás foi morto, nesta quinta-feira (7/3), por um gangue da região. Segundo a Polícia Civil de Goiás, Rafaela Martins Cardoso era parente de líderes do grupo criminoso que vingou a morte da garota. Outro suspeito quase foi linchado em casa por cerca de 10 moradores da região.

O delegado de plantão da 1ª Delegacia de Polícia de Águas Lindas, Felipe Socha, conta que os rapazes eram suspeitos de estuprar e matar Rafaela Martins Cardoso nessa terça-feira (5/3). "Ele e outros dois rapazes estupraram a menina e logo reconheceram que ela era irmã de integrantes da gangue de Santa Lúcia. Na tentativa de se safar, eles estrangularam a garota e jogaram o corpo em uma cisterna", relata.

Os suspeitos foram identificados após outro investigado ser preso na quarta-feira (6/3), confessar o crime e indicar quem eram os demais envolvidos no caso. 

Menos de 24 horas após o nome dos suspeitos se espalhar pela cidade, a gangue de Santa Lúcia encontrou um deles, sequestrou-o e espancou o homem até a morte. A ação foi gravado pelo celular de um dos integrantes do grupo criminoso. As imagens mostram o suspeito já morto recebendo chutes na cabeça e sendo puxado pelos pés até um gramado, onde recebe diversos tiros.

Linchamento


O outro suspeito foi encontrado horas antes na casa de um amigo, no bairro Santa Lúcia, por moradores da região. Cerca de 10 pessoas foram até o local e espancaram o homem. 

"O linchamento só não foi consumado porque policiais militares chegaram na casa minutos após o suspeito ser encontrado pelos moradores e acionaram a sirene. Eles sairam correndo. Se a polícia não chega, ele tinha sido morto", afirma Socha.

Após ser levado ao Hospital Bom Jesus, em Águas Lindas de Goiás, o suspeito foi levado à delegacia e confessou o crime. Ele responderá por roubo, estupro, homicídio e ocultação de cadáver. Nenhuma outra pessoa foi presa.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade