Publicidade

Correio Braziliense

Mulheres são homenagens pelo DER por causarem menos acidentes de trânsito

Nas rodovias distritais, em 2017, apenas 19% dos acidentes de trânsito envolveram mulheres na condução de veículos


postado em 08/03/2019 11:29 / atualizado em 08/03/2019 11:45

De acordo com o DER, nas rodovias distritais, em 2017, apenas 19% dos acidentes de trânsito envolveram mulheres na condução de veículos.(foto: Ana Rayssa/Esp. CB/ DA Press)
De acordo com o DER, nas rodovias distritais, em 2017, apenas 19% dos acidentes de trânsito envolveram mulheres na condução de veículos. (foto: Ana Rayssa/Esp. CB/ DA Press)
O Departamento de Estradas de Rodagem (DER-DF) homenageou, na manhã desta quinta-feira (8/3), as mulheres pela contribuição delas para um trânsito mais seguro. Estatísticas do órgão revelam que, nas rodovias distritais, em 2017, apenas 19% dos acidentes de trânsito envolveram mulheres na condução de veículos. A ação ocorreu na Rodoviária do Plano Piloto. 

A aposentada Sandra Maria de Magalhães, 62 anos, passava pelo terminal de ônibus enquanto os agentes do DER-DF entregavam um panfleto com um marca página parabenizando as mulheres pelas estatísticas. "Achei a iniciativa muito bacana e importante. Quem sabe com atitudes assim a gente passa a ser mais respeitada no volante?", pondera a moradora do Guara 2. 

A agente do DER Silvani era uma das representantes do órgão na ação. Ela aponta que a inciativa é uma homenagem a quem tem mais cuidado e atenção nas vias públicas da capital.  "Os machistas ainda dizem que ‘mulher no votante é perigo constante’, mas os dados mostram o contrário. É hora de romper padrões e respeitar as figuras femininas", afirma. 

A fisioterapeuta Herliane Duarte, 44, fez questão de parar para pegar o panfleto e receber os parabéns dos agentes. "É um projeto bonito e relevante", comenta. Ela acredita que o caminho para igualdade de gênero ainda é longo. "Somos tão menosprezadas todos os dias, em todas as instâncias sociais. Não podemos ser valorizadas só no dia 8 de março. Tem que ser assim sempre", completa a moradora da Granja do Torto. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade