Publicidade

Correio Braziliense

Jardim Botânico completa 34 anos e ganha escola e Jardim Polonês

A Escola Superior do Cerrado oferecerá cursos de graduação e pós-graduação na área ambiental. Já o Jardim Polonês é o segundo a ser criado na Alameda das Nações e Estados


postado em 08/03/2019 16:01 / atualizado em 08/03/2019 16:02

No fim de semana, haverá passeios guiados e exibição de equipamentos de combate a incêndios florestais(foto: Mariana Machado/Esp. CB/D.A Press)
No fim de semana, haverá passeios guiados e exibição de equipamentos de combate a incêndios florestais (foto: Mariana Machado/Esp. CB/D.A Press)
Para celebrar seus 34 anos criação, o Jardim Botânico de Brasília programou uma série de atividades para este fim de semana, que inclui a inauguração de novos espaços e diversos eventos cuturais.

Nesta sexta-feira (8/3), ocorre as inaugurações do Jardim Polonês e da Escola Superior do Cerrado (ESC), no Centro de Excelência do Cerrado (Cerratenses). De acordo com o GDF, na escola, serão oferecidos cursos de graduação e pós-graduação em parceria com a Fundação Universidade Aberta do Distrito Federal (Funab), começando com o de tecnologia em gestão ambiental. Há previsão ainda da formação de turmas de gestão de recursos hídricos e gestão de resíduos sólidos.

Já o Jardim Polonês é o segundo a ser criado na Alameda das Nações e Estados, espaço que, quando concluído, contará com a exposição da biodiversidade e da cultura de nações dos cinco continentes. O primeiro a ser inaugurado no local foi o Jardim Bíblico, criado pelo governo de Israel no ano passado.  

Programação do fim de semana 

No sábado e no domingo, uma programação cultural diversificada foi pensada para proporcionar aos visitantes momentos de lazer, sempre valorizando o meio ambiente. A equipe de Educação Ambiental do Jardim Botânico conduzirá passeios, de trenzinho, pelas principais atrações da unidade, além de promover a exibição de vídeos com temática ambiental.

O Corpo de Bombeiros também estará presente para a exibição de equipamentos utilizados no combate aos incêndios florestais, como helicóptero, caminhões, viaturas e ônibus para transporte da tropa.

Inaugurado em 1985, a unidade abriga, hoje, 4.518 hectares de cerrado preservado e 25% dos mananciais que abastecem toda a região do Lago Sul, incluindo o Lago Paranoá.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade