Publicidade

Correio Braziliense

Morre PM que pulou de prédio após atirar durante briga com a mulher

Mãe do militar da PMGO confirmou a informação ao Correio, mas não deu detalhes da causa da morte


postado em 09/03/2019 11:51 / atualizado em 09/03/2019 15:57

Moradores do prédio de Weslei Cardoso Mancio relataram ter ouvido gritos e tiros no apartamento onde ele morava com a mulher(foto: Divulgação)
Moradores do prédio de Weslei Cardoso Mancio relataram ter ouvido gritos e tiros no apartamento onde ele morava com a mulher (foto: Divulgação)
O 3º sargento da Polícia Militar de Goiás (PMGO) Weslei Cardoso Mancio, 34 anos, morreu no Hospital Santa Marta, em Taguatinga Sul, na manhã deste sábado (9/3). Ele deu entrada na unidade de saúde depois de cair do segundo andar de um prédio em Águas Claras.

Weslei estava armado e, antes de pular, havia disparado cerca de quatro vezes em casa e pelos corredores do edifício, segundo relatos de moradores. Com a queda, o revólver disparou novamente, mas não chegou a atingi-lo. Por telefone, a mãe de Weslei, Amparo Teixeira Cardoso, confirmou a informação de que o filho morreu. No entanto, ela não deu mais detalhes à reportagem.

 

Vizinhos contaram que Weslei e a companheira tiveram uma discussão no apartamento do casal, na Quadra 301 Norte por volta das 7h deste sábado (9/3). Eles escutaram gritos, sons de móveis quebrando e tiros. A mulher de Weslei também teria pedido para que o companheiro parasse. 

Com a chegada dos policiais, Weslei atirou contra a equipe e desceu ao segundo andar pela escada do prédio. Lá, ele invadiu um apartamento e pulou da janela da unidade. Ele foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e encaminhado ao Hospital Santa Marta instável, desorientado, com suspeita de fraturas nos membros inferiores e escoriações. No entanto, não resistiu aos ferimentos.

A mulher de Weslei foi encaminhada à 21ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Sul) para prestar depoimento. A Polícia Civil ainda não confirmou o que pode ter motivado o tumulto. Após a confirmação, a PMGO emitiu uma nota de pesar pela morte do militar, lotado na 35ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), em Águas Lindas (GO). 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade