Publicidade

Correio Braziliense

Acidente na BR-020 envolvendo um táxi deixa sete pessoas feridas

Dois veículos colidiram no retorno em entre ao Estádio Agostinho Lima, em Sobradinho


postado em 10/03/2019 09:55 / atualizado em 10/03/2019 09:55

Militares atenderam a ocorrência com 30 homens e oito viaturas(foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
Militares atenderam a ocorrência com 30 homens e oito viaturas (foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
Dois veiculos, um Fiat Uno e um táxi Fiat Siena, colidiram nesta manhã deste domingo (10/03), na BR-020, em frente ao Estádio Agostinho Lima, em Sobradinho. O acidente aconteceu por volta das 5h50. Sete pessoas foram encaminhadas para o hospital. 
 
O motorista do Uno, um homem de 38 anos, foi transportado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ao Hospital de Base  se com dores no tórax e tontura. Ele também tinha sangramento nasal, mas estava conciente, estável e orientado.
 
As passageiras do carro, uma mulher de 26 anos e outra de 37, também foram encaminhadas para o hospital conscientes e estável. A mais nova foi para o Hospital Regional do Paranoá (HRP) com dor no toráx, enquanto a mais velha seguiu para o Hospital Regional de Sobradinho (HRS), com desconforto no pescoço. 
 
Acidente aconteceu na BR-020, próximo a Sobradinho(foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
Acidente aconteceu na BR-020, próximo a Sobradinho (foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
 
O táxi estava sendo conduzido por um idoso de 63 anos. Ele foi transportado para o Hospital de Base com suspeita de Traumatismo Cranioencefálico (TCE), consciente, instável e orientado.
 
Também estavam no veículo uma mulher de 38 anos que foi para o Hospital do Paranoá , com dores abdominais e no ombro, além de dor de cabeça, e uma jovem, de 22 anos, que foi para o Hospital de Sobradinho com suspeita de fratura na mão esquerta.
 
As duas estavam consciente e estáveis. Outra passageira do veículo, que não teve a idade informada, foi para o Hospital de Base com dores abdominais e nos membros inferiores, desconforto no pescoço e suspeita de hemorragia interna.  
 
Para o atendimento às vítimas, o Corpo de Bombeiros do DF mobilizou oito viaturas e 30 militares.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade