Publicidade

Correio Braziliense

Câmara Legislativa prepara Frente Parlamentar para a primeira infância

Grupo é liderado pela deputada distrital Júlia Lucy (Novo). Objetivo é fiscalizar e criar políticas públicas envolvendo o tema


postado em 17/04/2019 19:17 / atualizado em 17/04/2019 19:19

Júlia Lucy (Novo), deputada distrital, cria Frente Parlamentar da Infância (foto: Arthur Menescal/Esp. CB/D.A Press)
Júlia Lucy (Novo), deputada distrital, cria Frente Parlamentar da Infância (foto: Arthur Menescal/Esp. CB/D.A Press)

Na próxima segunda-feira (22/4), será lançada a Frente Parlamentar da Primeira Infância. O grupo fiscalizará o cumprimento das normas para a educação e os direitos das crianças de 0 a 6 anos, todos ligados ao Estatuto da Criança e do Adolescente. O objetivo é criar projetos, visando atender com mais eficiência a população do DF. O encontro acontecerá no auditório da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), a partir das 10h.  

 

A frente parlamentar é encabeçada pela deputada distrital Júlia Lucy (Novo), que será a presidente do grupo. Ao lado dela, como vice, assume Jorge Vianna (Podemos). O secretário-executivo da empreitada será Rodrigo Delmasso (PRB), a tesouraria ficará sob responsabilidade de Telma Rufino (PROS) e a consultoria jurídica será comandada por Reginaldo Sardinha (Avante).

 

Ao ser questionada sobre a importância da frente, Júlia afirmou que, com os cuidados e tratamentos necessários, esses métodos condicionam para que a criança se desenvolva saudavelmente. "Acreditamos que uma primeira infância com amor, cuidados, carinho e interação constrói o caminho para a criança desenvolver todo o seu potencial. Reunidos na Frente Parlamentar, vamos buscar o aperfeiçoamento da legislação que trata da Primeira Infância, fiscalizando e acompanhado programas governamentais e defendendo o cumprimento do Estatuto da Criança e do Adolescente entre outros projetos", afirma.

 

"Qualquer pessoa pode participar dos debates. A ideia é investir nessa fase tão importante da vida de todos os cidadãos. É a Primeira Infância, de 0 a 6 anos, que define o futuro das pessoas. Que define o futuro do país. Uma infância protegida, com acesso a serviços públicos de qualidade como creches, acompanhamento pediátrico é decisiva para a formação do cidadão. É nisso que acreditamos", destaca.

 

Júlia diz que em um momento certo, será lançada uma cartilha de boas práticas para os pais de primeira viagem e que estejam voltando para o mercado de trabalho. E emite que a mulher é a que mais enfrenta dificuldades de se manter empregada depois que se torna mãe. Segundo a filiada do Novo, as instruções serão enviadas para todos os órgãos do Distrito Federal. 

 

A deputada ainda ponderou que não há regiões administrativas que serão prioritárias, mas frizou que as crianças que residem em cidades carentes, terão o cuidado em especial. Ainda criticou que o DF está "muito atrás da regulamentação do assunto ao ser compararado a nível Federal". E finalizou dizendo que o governo local precisa organizar sua estrutura legislativa para atuar de maneira integrada com os órgãos da Secretaria de Educação, Ministério Público e Defensoria Pública. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade