Publicidade

Correio Braziliense

GDF quer federalizar rodovia DF-001

Objetivo é a melhoria nas condições de infraestrutura do local. Ao todo são 16 quilômetros que seriam privilegiados com recuperação e manutenção de pavimento


postado em 17/04/2019 20:19 / atualizado em 17/04/2019 22:28

(foto: Agência Brasília / Divulgação)
(foto: Agência Brasília / Divulgação)
O Governo do Distrito Federal (GDF) negocia com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) a federalização de 16 quilômetros da DF 001. O trecho, na saída Sul de Brasília, liga a BR-040 à DF-140, e coincide com a BR-251. A intenção é que o governo federal assuma a controle da rodovia e cuide da recuperação e manutenção da pavimentação, melhorando as condições de circulação dos veículos que chegam à cidade por Luziânia (GO).

Nesta quarta-feira (17/4), o governador Ibaneis Rocha (MDB) reuniu-se com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, a quem solicitou as melhorias na rodovia. O trecho, próximo a uma área da Marinha, pertence à União, mas não foi formalmente transferido aos órgãos federais competentes. “Trata-se de uma rodovia que precisa ser melhorada para diminuir os engarrafamentos em horários de pico”, ressaltou o governador. O ministro Tarcísio prometeu dar encaminhamento à demanda do GDF.

O ministro da Infraestrutura também ficou de analisar um pedido do governador de intervenções na BR-020, entre Sobradinho e Planaltina. Cedida para administração do GDF, a rodovia seria reassumida pela União, a quem caberia revitalizar os acostamentos das pistas, cuja a pavimentação é desnivelada. 
A ideia, de acordo com o GDF, é que com o recapeando de todo o trecho, seria possível criar uma faixa dos dois lados das vias, o que favoreceria a criação da pista exclusiva de ônibus. A medida, de acordo com o GDF, desafogaria o fluxo de veículos em trânsito. A equipe do Ministério de Infraestrutura ficou de avaliar a possibilidade.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade