Publicidade

Correio Braziliense

Centenas de fiéis se reúnem no Morro da Capelinha, em Planaltina

A mais tradicional Via-Sacra de Brasília acontece nesta sexta-feira (19/4), no Morro da Capelinha, em Planaltina


postado em 19/04/2019 15:30 / atualizado em 19/04/2019 17:14

Centenas de fiéis católicos se reuniram na principal via-sacra do DF, no Morro da Capelinha, em Planaltina(foto: Wallace Martins/Esp. CB/DA press)
Centenas de fiéis católicos se reuniram na principal via-sacra do DF, no Morro da Capelinha, em Planaltina (foto: Wallace Martins/Esp. CB/DA press)
Fiéis católicos de diversas partes do Distrito Federal se reúnem no Morro da Capelinha, em Planaltina. Em celebração à Sexta-feira Santa, o publicou chegou no início da manhã para acompanhar a mais tradicional Via-Sacra da capital. 
 
A Via Sacra do Morro da Capelinha é considerada a maior encenação religiosa do Brasil e é patrimônio cultural imaterial do DF desde 2008. Esta é a 46ª edição do evento e o público estimado é de 160 mil pessoas. São mais de 1,4 mil voluntários, entre eles, 900 atores que passam a Quaresma se preparando para a Semana Santa. 
 
Apesar das encenações sempre narrarem a trajetória da condenação de Jesus até a crucificação, morte e ressureição, todos os anos há um tema novo que permeia todo o espetáculo. Neste ano, o pano de fundo é Pedro, o apóstolo cuja missão foi edificar a igreja. É também ele quem, em um momento de fraqueza, nega a Jesus três vezes e, depois, se arrepende. 

Desde cedo, o sol forte marca o evento. Os presentes usam guarda-chuvas para tentar amenizar o calor, mas não se deixam desanimar. A auxiliar de serviços gerais, Maria Luzineide da Silva, 57 anos, chegou ao evento por volta das 14h30. “Essa é a primeira vez que venho. Estou achando tudo muito lindo, uma verdadeira demonstração de amor”, se emociona. 
 
Este é o primeiro ano que a auxiliar de serviços gerais Maria Luzineide participa.
Este é o primeiro ano que a auxiliar de serviços gerais Maria Luzineide participa. "Estou achando tudo muito lindo, uma verdadeira demonstração de amor" (foto: Wallace Martins/Esp. CB/DA press)
  
 
De acordo com ela, o evento serve para demonstrar o amor dos católicos a Jesus Cristo. “Estou muito feliz de vir aqui. Espero continuar vindo nos próximos anos”, garante. Apesar do tempo quente, a mulher não se deixa abalar e sobe a ladeira para o Morro da Capelinha acompanhada de amigos e familiares. 

Moradoras de Samambaia Norte, as amigas Maria de Jesus Oliveira, 60, e Ana Lúcia José da Silva, 55, chegaram no início da tarde para acompanhar a Via-Sacra. Emocionados, elas consideram o evento uma demonstração de força de Cristo. “Estou muito feliz de estar aqui. A subida foi difícil, mas chegar aqui em cima, vale a pena”, diz Maria. 
 
Emocionadas, as amigas Maria de Jesus Oliveira e Ana Lúcia José da Silva chegaram no início da tarde para acompanhar a Via-Sacra(foto: Wallace Martins/Esp. CB/DA press)
Emocionadas, as amigas Maria de Jesus Oliveira e Ana Lúcia José da Silva chegaram no início da tarde para acompanhar a Via-Sacra (foto: Wallace Martins/Esp. CB/DA press)
 

Para Ana, o evento é um dos mais bonitos da cidade. “Se Deus permitir, continuarei vindo todos os anos. Apesar do calor, a animação não fica abalada”, afirma. Elas garantem que permanecerão no evento até o fim e acompanharão a encenação. 
 
Os fiéis também contam com a venda de alimentos e água, realizada por ambulantes e barracas montadas na entrada do evento. Banheiros químicos também foram disponibilizadas e ainda há estacionamento exclusivo para idosos e pessoas com deficiência. 
 
Ver galeria . 44 Fotos Ed Alves/CB/D.A Press
(foto: Ed Alves/CB/D.A Press )

Forças de segurança 

Todo evento conta com presença de policiais militares, bombeiros e agentes de trânsito. Ambulâncias também estão no lugar para prestar assistência caso alguma pessoa passe mal. Policiais também fazem constantes rondas para monitorar qualquer tipo de tumulto. No ano passado, o evento reuniu cerca de 60 mil fiéis, segundo a PM. 

Até às 15h, ainda não havia congestionamentos próximos à entrada do Morro da Capelinha. Porém, nesta sexta, o Departamento de Trânsito (Detran) montou esquema especial de tráfego na região. 

Às 13h, o entroncamento entre as DFs 130 e 230 foi bloqueado pela PM. Há apenas sentido único para o local da celebração, com acesso pela DF 128. Ao final do evento, previsto para às 20h, a prioridade será para a dispersão de veículos que poderão seguir nos dois sentidos da via. Nesse momento, a acesso pela DF 128 será restrito a ônibus.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade