Publicidade

Correio Braziliense

PM apreende mais de 20kg de 'supermaconha' avaliada em R$ 400 mil

A droga foi adquirida na fronteira do Brasil com o Paraguai. O entorpecente seria comercializado para usuários de Brasília


postado em 21/04/2019 11:17 / atualizado em 21/04/2019 11:19

Apreensão de maconha avaliada em R$ 400 mil que seria comercializada em Brasília(foto: Divulgação/PM)
Apreensão de maconha avaliada em R$ 400 mil que seria comercializada em Brasília (foto: Divulgação/PM)


Um adolescente de 17 anos acabou apreendido após ser flagrado com mais de 20 quilos de skunk, substância entorpecente também conhecida como "supermaconha", durante a manhã deste domingo de páscoa (21/4). De acordo com a Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO), o entorpecente é avaliado em R$ 400 mil e seria comercializado em Brasília.  

A operação foi resultado de um trabalho de inteligência do Comando de Operações de Divisas (COD/PMGO). Segundo o capitão Renyson Castanheira, os militares decidiram abordar o suspeito porque ele demonstrou nervosismo ao ver a equipe da polícia, na GO-206, no município de Cachoeira Alta. 
 
"A região sudeste do Goiás é uma rota do tráfico de drogas que é conhecida pela Polícia Militar. Portanto, a operação de hoje (21) ocorreu no objetivo de coibir este crime. Já pelo fim da madrugada, nos deparamos com este adolescente, que estava muito nervoso. Ele dirigia um veículo e realizamos a vistoria. Encontramos os entorpecentes divididos em duas caixas de papelão", explica o capitão.  
 
Além dos mais de 20kg de skunk, o adolescente tambpem portava outros 3kg de maconha. Conforme apuração do Comando, a droga foi adquirida na fronteira do Brasil com o Paraguai. O adolescente realizava a rota que dá acesso a divisa do Mato Grosso do Sul com o sudoeste goiano.
 
O objetivo do adolescente era continuar viagem para Brasília, onde entregaria os entorpecentes para um distribuidor. Os detalhes acerca do veículo utilizado pelo suspeito não será divulgado para que as investigações da Superintendência da Polícia Federal da capital não sejam prejudicadas.

A "supermaconha"

O skunk, uma variação da maconha, é conhecida pela alta concentração de THC — o princípio ativo da droga, que varia de 14% a 15%, de acordo com a PMGO. O entorpecente "comum" tem entre 2% e 4%. A supermaconha também é produzida de forma controlada, em um tipo de estufa onde se pode controlar a iluminação e os nutrientes necessários. Pode-se, ainda, cultivar esta droga em sistema hidropônico — as raízes podem estar suspensas em meio líquido.
 
Segundo o capitão Castanheira, a forma de produção do skunk influencia no preço cobrado pelo entorpecente no meio do crime. "O quilo da maconha comum chega a cerca de R$ 1 mil, enquanto a supermaconha é comercializada a até R$ 20 mil no Goiás e, em Brasília, no valor de R$ 30 mil", delimita o militar.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade