Publicidade

Correio Braziliense

Suspeito de tentar matar dois homens a facadas é preso em Taguatinga

O primeiro crime aconteceu em setembro, em Brazlândia. O caso atual ocorreu em Taguatinga e a vítima teve a faca cravada no peito


postado em 22/04/2019 21:58 / atualizado em 22/04/2019 21:59

(foto: Editoria de Arte/CB/D.A. Press)
(foto: Editoria de Arte/CB/D.A. Press)
Um homem está preso preventivamente após tentar matar a facadas uma pessoa no assentamento do Movimento Sem Terra (MST) de Brazlândia. O suspeito, Alciele de Sousa, conhecido como Léo, 26 anos, também é investigado por crime semelhante, cometido na QND 28, em Taguatinga Norte. Na última ação, a vítima ficou com a faca cravada no peito, teve uma costela quebrada e o pulmão perfurado. O acusado está detido na 17ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Norte), responsável pela investigação. 
 
Léo era procurado pela polícia desde setembro de 2018, quando deu três facadas no colega do acampamento Noelton Angélico. De acordo com a ocorrência do caso, o homem estava bêbado e começou uma discussão com a vítima, de 30 anos, como explica o delegado Dabas Coutinho. “Ocorreu um bingo para arrecadar dinheiro para o chá de bebê de uma jovem do assentamento. Depois do jogo, Alciele teria se envolvido nessa briga e dado as facadas”, afirma. 
 
Ao ser preso, o acusado negou a versão do inquérito encaminhado à Justiça. Em depoimento na 17ª DP, ele disse ao delegado que não participou do bingo, assim como a vítima. “O suspeito afirmou que o homem estava bêbado e procurou confusão com os presentes. Em meio ao alvoroço, ele teria sido atacado e, por isso, deu as facadas”, acrescenta Dabas Coutinho. 
 
Apesar de não dar detalhes deste crime, Alciele contou as circunstâncias da outra tentativa de assassinato, em que agrediu um jovem de 22 anos. O caso aconteceu na madrugada do dia 24 de março, em frente a um comércio da QND 28. Conforme apuração da polícia, o homem teve a ajuda de dois comparsas, que são procurados. 
 
“Alciele estava com dois amigos. O grupo se desentendeu com a vítima em frente a uma choperia da região, momento em que o jovem chamou os colegas. Nesse instante, o trio se afastou e aguardou o garoto ficar sozinho de novo”, delimita. “Quando isso aconteceu, houve uma nova discussão. Sem demonstrar qualquer intenção anterior, Léo só puxou uma faca que carregava e cravou no peito da vítima”, afirma o delegado.
 
O jovem ficou internado durante um período no Hospital Regional de Taguatinga (HRT), para se recuperar das lesões da facada. “Por muita sorte a vítima não teve ferimentos mais graves. Ele recebeu alta e continua medicado. Não corre risco de morte." 
 
A vítima compareceu à 17ª DP para dar a versão dos fatos. Ele afirmou ter levado a facada de Alciele, além de ter identificado os dois outros envolvidos: Nathaniel da Silva Lopes, vulgo “Nathan”, 28, e Everton Vieira Dias, o “goiano”, de 26 anos. A Polícia Civil pede denúncias anônimas sobre o paradeiro dos acusados pelo 197.
 
“A vítima frisou que o foco da discussão era entre ela e o Nathan. Só que, como o suspeito estava acompanhado dos amigos, recebeu apoio. Ele levou a facada no peito de surpresa, sem esperar”, salienta o delegado Dabas Coutinho. 
 
A Polícia Civil pede ajuda para encontrar os dois suspeitos de ajudarem o acusado em um dos crimes de tentativa de homicídio, Nathan (à esquerda) e Goiano(foto: PCDF/Divulgação)
A Polícia Civil pede ajuda para encontrar os dois suspeitos de ajudarem o acusado em um dos crimes de tentativa de homicídio, Nathan (à esquerda) e Goiano (foto: PCDF/Divulgação)


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade