Publicidade

Correio Braziliense

Justiça mantém prisão de suspeitos de venda de droga na Torre de TV Digital

Suspeitos ficam presos preventivamente até julgamento. Prisões foram feitas durante festa, na madrugada do último domingo (21/4)


postado em 23/04/2019 22:33 / atualizado em 24/04/2019 10:31

Com o trio, a polícia apreendeu entorpecentes, dinheiro e aparelhos celulares(foto: PCDF/ Divulgação )
Com o trio, a polícia apreendeu entorpecentes, dinheiro e aparelhos celulares (foto: PCDF/ Divulgação )

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) converteu a prisão em flagrante para preventiva dos três presos suspeitos de venda ilegal de entorpecentes em uma festa noturna da Torre de TV Digital.

 

O trio foi preso na madrugada do último domingo (21/4) durante uma operação realizada pela 1ª Delegacia de Polícia Civil (Asa Sul), denominada de "L1 na Real", que investiga tráfico de drogas em eventos realizados na capital federal. 

 

Com o trio, a polícia apreendeu entorpecentes sintéticos, maconha e dinheiro. A Polícia Civil ainda segue com as investigações. Se condenados, os suspeitos podem pegar de 5 a 15 anos de prisão.

 

Após examinar os autos, o magistrado verificou que não ocorreu nenhuma irregularidade que pudesse gerar o relaxamento das prisões, reconheceu estarem presentes os requisitos legais e formais necessários para a decretação das prisões.  

 

A prisão gerou a instauração de um procedimento criminal, que foi distribuído para a 1ª Vara de Entorpecentes do Distrito Federal, no qual os fatos serão apurados, e o processo seguirá seu trâmite regular até uma decisão final.  

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade