Publicidade

Correio Braziliense

PM é suspeito de agredir e deixar mulher nua no meio da rua, em Taguatinga

A vítima também é militar e relatou ter sido agredida com socos. O suspeito, sargento da PM, negou as agressões


postado em 23/04/2019 22:41 / atualizado em 24/04/2019 07:47

A vítima encontrada nua recebeu atendimento médico(foto: Divulgação)
A vítima encontrada nua recebeu atendimento médico (foto: Divulgação)
A Corregedoria da Polícia Militar do Distrito Federal abriu procedimento de investigação contra um 3º sargento da corporação, de 45 anos, suspeito de agredir a mulher. A briga foi registrada na última quinta-feira (18/4), em Taguatinga Norte. Na confusão, a mulher que também é 3º sargento da PMDF, acabou nua no meio da rua e precisou de atendimento médico. 

 

A corporação foi chamada até o local para atender uma ocorrência de violência doméstica. Quando chegaram, a equipe encontrou o 3ª sargento da PM e a companheira dele nua.
 
A vítima recebeu atendimento dos militares do Corpo de Bombeiros e os dois foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil. Lá, a militar disse que mantinha um relacionamento com o 3º sargento desde o ano passado. E que o policial havia a agredido com socos. O militar negou as agressões e disse que apenas a imobilizou com um golpe “mata-leão”, após ser agredido por ela. 
 
No depoimento, o policial e a vítima não esclarecem o motivo da confusão. O documento informa apenas que a vítima estaria sob efeito de medicamentos e acabou tirando a roupa e saindo do carro após sofrer a agressão. 
 
Ainda de acordo com a Polícia Civil, o militar foi detido, mas pagou uma fiança de R$ 2.000 e liberado. Ele responderá pelos crimes de injúria, lesão corporal, dano e Lei Maria da Penha.
 
A PMDF recolheu a arma do 3º sargento e informou que ele “responderá pelo crime penalmente e administrativamente”, conforme a nota encaminhada pela corporação.
 
O Correio tentou contato com o advogado do militar, mas ninguém atendeu as ligações. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade