Publicidade

Correio Braziliense

Secretaria de Meio Ambiente disponibiliza dados do Zoneamento Ecológico

A plataforma contará com mapas, que terão informações sobre os terrenos, como riscos ecológicos e vocação de cada área para atividades produtivas


postado em 24/04/2019 14:05 / atualizado em 24/04/2019 21:26

Nos próximos três meses, a Secretaria realizará reuniões abertas ao público, para tirar dúvidas e aceitar críticas dos usuários(foto: Walder Galvão/CB/D.A Press)
Nos próximos três meses, a Secretaria realizará reuniões abertas ao público, para tirar dúvidas e aceitar críticas dos usuários (foto: Walder Galvão/CB/D.A Press)
A Secretaria do Meio Ambiente (Sema) tornou público dados do Zoneamento Ecológico-Econômico do Distrito Federal (ZEE-DF). A plataforma contará com mapas, que terão informações sobre os terrenos, com detalhamento dos riscos ecológicos e a vocação de cada área para atividades produtivas. A medida promove maior transparência e agilidade na aquisição de licenciamentos ambientais. 

O banco de dados foi disponibilizado na manhã desta quarta-feira (24/4). O secretário de Meio Ambiente, Sarney Filho, afirmou que a plataforma vai diminuir tempo, custos e desburocratizará o licenciamento ambiental. "Queremos aproveitar o máximo das novas tecnologias e suprir carência", disse. 

A subsecretária de Gestão Ambiental e Territorial, Maria Sílvia Rossi, ressalta que o banco dados consegue mostrar se uma área tem risco socioeconômico, além do clima e situação dos rios. "Com os dados públicos, o empreendedor poderá ter acesso a essas informações que, antigamente, eram conseguidos por meio de estudos, que duravam meses e tinham custo elevado", comentou. 

Com a plataforma, produtores rurais, por exemplo, poderão saber a situação do solo, do clima e o tipo de cultivo adequado para a região. Os usuários do sistema também conseguirão saber qual tipo de cada terreno, se ele é rural, de proteção ambiental ou urbano. 

Os dados seriam disponibilizadas em agosto, porém, a Sema decidiu antecipar o lançamento. Agora, nos próximos três meses, a pasta realizará reuniões abertas ao público, para tirar dúvidas e receber críticas dos usuários. Os mapas estão disponíveis no site www.zee.df.gov.br.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade