Publicidade

Correio Braziliense

PM aposentado que tentou matar flanelinha é condenado a 20 anos de prisão

Hélcio dos Santos Celestino atirou duas vezes para assustar o flanelinha e o atropelou em seguida, próximo à Universidade de Brasília (UnB)


postado em 25/04/2019 22:14

(foto: Leandro Mello/CB/D.A Press)
(foto: Leandro Mello/CB/D.A Press)

O Tribunal do Júri de Brasília condenou policial militar aposentado Hélcio dos Santos Celestino a 20 anos e seis meses de prisão, em regime fechado, por tentativa de homicídio. O caso aconteceu em janeiro de 2017, quando o réu atirou duas vezes para assustar um flanelinha e o atropelou em seguida, próximo à Universidade de Brasília (UnB).  

Segundo informações do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), Hélcio era segurança de um supermercado da Asa Norte, onde a vítima trabalhava irregularmente como guardador de veículos. O ex-policial militar pediu para que o flanelinha deixasse o lugar, no entanto, ele se recusou. 

Irritado, Hélcio atirou duas vezes para assustar o flanelinha. Sem sucesso, decidiu atropelá-lo. No dia seguinte ao atropelamento, o militar aposentado ainda realizou mais um disparo no estacionamento do mercado para intimidar a vítima.  

O réu não poderá recorrer em liberdade. Em 2016, ele também foi acusado por prática semelhante, porém, o crime foi classificado como lesão corporal.  

Com informações do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT).

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade