Publicidade

Correio Braziliense

GDF transfere para o STF gestão de parte da Praça dos Três Poderes

Acordo assinado nesta quinta-feira (16/5) garante que, durante 60 meses, Supremo cuidará do espaço e poderá, ainda, firmar parcerias com outras entidades


postado em 16/05/2019 18:29 / atualizado em 16/05/2019 20:53

(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
 

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), assinou, nesta quinta-feira (16/5), acordo de cooperação com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Tofolli, transferindo parte da administração da Praça dos Três Poderes para a Corte. Durante 60 meses, o STF cuidará do espaço em frente à sede do Judiciário e da área verde que circunda o órgão, o que inclui o Bosque dos Ministros e o Bosque dos Pinus.

 

Com o intuito de ampliar as áreas de revitalização, o STF poderá firmar parcerias com outras entidades, públicas ou privadas. Órgãos da União e do GDF estão inclusos no acordo. Eles poderão propor a inclusão de atividades, projetos, obras e serviços no plano de trabalho, além do manejo ambiental, da recuperação e da manutenção da vegetação. O investimento para a revitalização da Praça é de aproximadamente R$ 10 milhões.

 

A ideia é cuidar do conjunto arquitetônico da Esplanada dos Ministérios por meio de parcerias, desde a Catedral até a Praça dos Três Poderes. “Nós temos aqui vários palácios abandonados, os ministérios abandonados e até as paradas de ônibus precisam ser revistas”, afirmou o governador.

 

Com informações da Agência Brasília 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade