Publicidade

Correio Braziliense

Ladrão invade casa, foge com pertences de família e esquece a própria CNH

Câmeras de segurança flagrara toda a ação do homem. Apesar de estar identificado, ele não foi preso


postado em 22/05/2019 19:10 / atualizado em 22/05/2019 20:47

Um ladrão de 36 anos invadiu uma casa no Paranoá e levou vários pertences da família, como videogame, celulares, ferramentas de eletricista e dinheiro. Toda a ação foi filmada pelas câmeras de segurança. Despreocupado, o assaltante ainda entrou no quarto do casal, que dormia na cama, e pegou o aparelho telefônico das vítimas. Antes de sair, o homem comeu alguns alimentos da cozinha. Mas, ao fugir, esqueceu a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na residência. Ele foi localizado, mas não chegou a ser preso.
 
O crime aconteceu na sexta-feira da semana passada (17/5), mas o fato só foi divulgado na terça-feira (21/5). A delegada-chefe da 6ª Delegacia de Polícia (Paranoá), Jane Klebia, responsável pela investigação, explicou que o assaltante fugiu com sacolas e mochilas carregadas de objetos pessoais das vítimas.
 
Os moradores relataram à polícia que, ao acordarem, viram restos de comida espalhados pela casa e notaram o desaparecimento dos objetos. Encontraram, ainda, uma bolsa desconhecida e, dentro dela, havia os documentos pessoais do autor dos furtos, o que permitiu a identificação dele. As câmeras de segurança da residência mostraram a invasão do homem, que deixa a residência calmamente, bebendo um refrigerante. 

 

A moradora levou a identidade do assaltante e o pen drive com as gravações para a 6ª DP. O ladrão é morador do Paranoá e foi localizado na  terça-feira (21/5). Dentro da casa dele policiais encontraram os objetos furtados.
 
Como não se tratava de um flagrante, o homem não permaneceu preso, mas vai responder pelo crime e pode pegar de 2 a 8 anos de prisão, por furto qualificado. O suspeito possui antecedentes criminais por outros furtos. 
  
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade