Publicidade

Correio Braziliense

Polícias do DF e de Goiás procuram acusado de tentar matar ex-companheira

Além da tentativa de feminicídio em Águas Lindas (GO), o homem tem dois mandados de prisão em aberto


postado em 23/05/2019 16:12 / atualizado em 23/05/2019 16:42

Hélio Rodrigues Melo é considerado foragido(foto: PCDF/Divulgação)
Hélio Rodrigues Melo é considerado foragido (foto: PCDF/Divulgação)
A Polícia Civil do Distrito Federal e a de Goiás estão estão em busca de foragido da Justiça acusado de tentar matar a ex-companheira no último domingo (19/5), em Águas Lindas (GO). Segundo a delegada-chefe da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) do município goiano, Ana Hasegawa, o suspeito atirou duas vezes contra a cabeleireira Elisângela Ribeiro Clementino, 46 anos, que está em estado grave no Hospital Regional de Ceilândia (HRC). Além desse crime, ele tem dois mandados de prisão em aberto, um por tentativa de feminicídio e outro por homicídio.

No domingo, a vítima fazia o almoço em casa quando foi surpreendida por Hélio Rodrigues Melo, 42, que entrou pela janela. Armado, ele deu um tiro no ombro da mulher. Ela tentou se defender se escondendo no banheiro, no entanto, o acusado conseguiu alcançá-la e a atingiu com um tiro no abdômen. No momento que daria o terceiro tiro, que seria na cabeça, a arma falhou.

“Ela conseguiu fugir e pedir abrigo para um vizinho, mas o Hélio conseguiu invadir a casa. O vizinho ficou desesperado, porque estava com uma criança no momento. Para se defender, ele pegou uma faca e o suspeito fugiu. O vizinho socorreu a vítima, imediatamente”, contou a delegada da Deam. Uma equipe da unidade de segurança foi até o hospital para colher o depoimento de Elisângela, que confirmou que ele seria o autor da tentativa de feminicídio.
  
Quando soube que a ex-companheira está viva, Hélio mandou um áudio para o filho dela, ameaçando buscar a mulher "onde ela estiver", e disse que também iria atrás do rapaz. "Trata-se de um criminoso de alta periculosidade e que não pode ficar solto”, afirmou Ana Hasegawa. Até a última atualização desta reportagem, a polícia aguardava decisão da Justiça sobre o pedido de prisão preventiva do suspeito.
 
  

Outros crimes

Hélio Rodrigues Melo é considerado foragido(foto: PCDF/Divulgação)
Hélio Rodrigues Melo é considerado foragido (foto: PCDF/Divulgação)
Segundo a delegada, essa não foi a primeira vez que Hélio tentar matar uma ex-companheira. Em 2014, ele usou uma arma artesanal para atirar em uma mulher, em Ceilândia. Assim como Elisângela, a vítima sobreviveu à violência. Em 2016, ele matou um homem a tiros depois de uma briga em um bar, em Samambaia. 

O suspeito está com dois mandados de prisão abertos por conta dos crimes. A defesa dele afirmou que os processos seguem em sigilo na Justiça e que, por isso, não se manifestaria.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade