Publicidade

Correio Braziliense

Homem é morto a facadas durante briga por um pacote de grão-de-bico

Suspeito abordou a vítima quando ela voltava para casa, em Planaltina. O acusado foi encontrado em uma barraca escondida em meio à mata


postado em 10/06/2019 20:26 / atualizado em 10/06/2019 20:26

Agentes encontraram o pacote de grão-de-bico na barraca do suspeito. A mercadoria é do mesmo lote da encontrada na cena do crime(foto: PCDF/Divulgação)
Agentes encontraram o pacote de grão-de-bico na barraca do suspeito. A mercadoria é do mesmo lote da encontrada na cena do crime (foto: PCDF/Divulgação)
Joaquim Martins da Costa, conhecido como “Boca Murcha”, 53 anos, foi encontrado morto em matagal do Núcleo Rural Córrego do Atoleiro, em Planaltina. Após investigações da 31ª Delegacia de Polícia (Planaltina), um suspeito foi preso em flagrante pelo crime. Evaldo Alves dos Santos, 50, teria assassinado a vítima durante uma briga por comida. 

Segundo apuração dos agentes, Joaquim havia adquirido pacotes de alimentos na região do crime e, quando foi atacado, retornava para a chácara onde morava. Evaldo passava de bicicleta e abordou o homem. Em seguida, começaram uma discussão, pois ele queria a mercadoria. 

Joaquim da Costa foi agredido e, em seguida, morto a facadas(foto: PCDF/Divulgação)
Joaquim da Costa foi agredido e, em seguida, morto a facadas (foto: PCDF/Divulgação)
“Evaldo agrediu Joaquim antes de desferir as facadas. Depois de cometer o crime, fugiu para uma barraca escondida no interior da área de cerrado. A área é de difícil acesso e só é alcançada por meio de trilhas. Mesmo assim, não desistimos e chegamos até o suspeito”, explica o delegado Fabrício Borges, chefe da 31ª DP. 

O acusado recebeu os policiais na barraca, mas mentiu sobre o próprio nome. No entanto, durante as buscas, os agentes encontraram documentos de Evaldo e identificaram que ele tinha um mandado de prisão em aberto por homicídio. Os investigadores encontraram um pacote de grão-de-bico de mesma marca e lote daquele encontrado na cena do crime. 

Com as provas, Evaldo confessou o crime. Ele cumprirá o mandado em aberto e, agora, será indiciado pelo homicídio de Joaquim da Costa. O assassinato aconteceu por volta das 16h de sexta-feira (7/6), mesmo dia em que o suspeito foi detido.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade