Publicidade

Correio Braziliense

Projeto busca voluntárias para qualificar mulheres em vulnerabilidade no DF

Programa Ela Pode, do Instituto Rede Mulher Empreendedora, tem como meta gerar independência financeira de 1080 mulheres do DF até 2020


postado em 12/06/2019 11:39 / atualizado em 12/06/2019 13:44

Trabalho acontecerá em todo o Brasil(foto: Divulgação/Instituto Rede Mulher Empreendedora)
Trabalho acontecerá em todo o Brasil (foto: Divulgação/Instituto Rede Mulher Empreendedora)
 
O Instituto Rede Mulher Empreendedora divulgou um edital que busca mulheres do Distrito Federal para um projeto apoiado pelo Google. O programa Ela Pode procura moradoras da capital com experiência em facilitação de cursos de empreendedorismo e trabalho com coletivos, conselhos, comitês ou congêneres, para que as selecionadas ministrem cursos à mulheres em situação de vulnerabilidade. 

"Vamos treinar 135 mil brasileiras até 2020. No DF, nossa meta é capacitar 1080 brasilienses, com cursos de dois a quatro dias. Neles nós trabalhamos desenvolvendo competências socioemocionais, habilidades de comunicação, liderança, finanças, networking e ferramentas digitais, por exemplo", explicou a coordenadora do programa, Daiany França. Para isso, o instituto irá, nos meses de junho e julho, "treinar mulheres para que elas treinem outras mulheres", como definiu a organizadora.

As moradoras do DF e do Entorno que quiserem se candidatar de forma voluntária no programa devem realizar um cadastro on-line. Entre os critérios obrigatórios de seleção, estão a conclusão do ensino médio, experiências com tutoriais, projetos sociais e grupos de mulheres, entre outras. Serão 30 selecionadas, que vão ficar responsáveis por organizar e facilitar conteúdos do programa, articular parceiros e apoiadores e divulgar as capacitações. As inscrições devem ser realizadas até o dia 25 de junho.
 
 
 
Chamadas de "multiplicadoras", as escolhidas deverão participar do treinamento realizado nos dias 3, 4 e 5 de julho, no horário comercial em Taguatinga. "Esse é um trabalho muito importante no DF devido aos altos índices de violência doméstica que vitimam mulheres, principalmente as que estão em situação de vulnerabilidade, nosso público-alvo da capacitação", diz Daiany. O programa é apoiado ainda pela Secretaria de Políticas Públicas para Mulheres do Governo do Distrito Federal. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade