Publicidade

Correio Braziliense

Barras de bloqueio em ciclofaixa da 108 Norte causam polêmica

Enquanto ciclistas reclamam de perigo em bloqueio, Detran diz que barras evitam acidentes de pedestres com motociclistas que passam em alta velocidade na ciclofaixa


postado em 26/06/2019 10:18 / atualizado em 26/06/2019 15:52

O artesão Júlio Cesar Batista passa pelo local diariamente:
O artesão Júlio Cesar Batista passa pelo local diariamente: "Já vi ciclista se acidentar" (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
 
Brasilienses que passaram pela 108 Norte nas últimas semanas encontraram barras de bloqueio em uma ciclofaixa. A instalação dessa sinalização está causando polêmica na cidade. O caminho, próximo à uma escola particular de ensino infantil, é constantemente utilizado por ciclistas e até pedestres, mas o Departamento de Trânsito (Detran) identificou que motoqueiros também estavam transitando indevidamente por ali, e resolveu dificultar o acesso instalando a sinalização no último dia 17. O problema é que agora ciclistas reclamam da passagem.

Júlio César Batista, 46 anos, passa diariamente por lá e diz que o local agora está perigoso para quem vem de bicicleta. "Ciclovias deveriam ser livres, sem barreiras, porque isso atrapalha e pode causar problemas. À noite, por exemplo, as barras do Detran ficam quase invisíveis, já que a área é pouca iluminada e com muitas árvores. Apesar de ser uma intervenção recente, eu já vi ciclista se acidentar por causa delas", conta. 

Porém, o artesão também reconhece que os pedestres que transitam pela via ficam reféns de motoqueiros: "Muita gente passa com a moto em alta velocidade e coloca em risco as crianças que estudam por perto e os moradores", diz. Também é o que pensa José Carlos de Moraes, 76, que concorda com as barreiras. 

"O bloqueio do Detran veio para evitar nosso problema constante dos motociclistas, e está tendo resultado. Eu passo por ele de bicicleta sem problemas, porque há um espaço entre as barras para isso. Claro que dificultou um pouco a passagem, mas, se é para nossa segurança, acho ótimo".

Acidentes 

Segundo o Detran, a sinalização foi instalada devido às reclamações de moradores e da diretoria da escola ao lado da ciclofaixa. "Ciclistas e até motociclistas transitavam em alta velocidade no local, colocando em risco as crianças, os pais e os professores. Houve relatos, inclusive, de ocorrências de acidentes em que pedestres foram atropelados, colisão de motociclistas com ciclistas e até uma moto que bateu em um carrinho com um bebê", informou o órgão.
 
Motociclistas ignoram ilegalidade e passam pela ciclofaixa, colocando em risco pedestres e ciclistas(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
Motociclistas ignoram ilegalidade e passam pela ciclofaixa, colocando em risco pedestres e ciclistas (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)

 
Rafael Rodrigues, 38, é um dos pais que já presenciaram os problemas com motoqueiros que descumprem as normas de trânsito e passam pelo caminho. "Certa vez, discuti com um motociclista que quase atropelou uma criança. Eles passam correndo e com os faróis apagados, para não chamar atenção, principalmente no horário de pico, quando há muitas entregas, por exemplo. Isso é muito preocupante para mim, que tenho filhos pequenos e às vezes eles se soltam e atravessam as calçadas correndo", opina. 
 
Para Raphael Barros, coordenador geral da Rodas da Paz, essa é uma solução não muito eficaz, já que o problema é grande e passa ainda pela dificuldade de acesso dos pedestres a uma calçada do local. "As barras colocam em risco o ciclista menos ágil e todos aqueles que transitam na ciclovia durante à noite, já que o espaço não é bem iluminado. É necessário também a sinalização para ciclistas de áreas lindeiras de escolas com redução de velocidade ou faixas de pedestres na ciclovia em locais com fluxo tradicional de pedestres", finalizou. 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade