Publicidade

Correio Braziliense

Morre, aos 93 anos, Paulo de Tarso Santos, ex-prefeito de Brasília

O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, em que Paulo era conselheiro, confirmou a morte


postado em 13/07/2019 18:35 / atualizado em 13/07/2019 20:07

Santos ao lado do filho Vasco(foto: Arquivo Pessoal)
Santos ao lado do filho Vasco (foto: Arquivo Pessoal)
Morreu, neste sábado (13/7), o ex-prefeito de Brasília Paulo de Tarso Santos, aos 93 anos. O mineiro nasceu em 1926 e marcou a história política do país. A morte foi confirmada pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCESP), em que Santos era conselheiro. Ele estava internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.

Santos, que era advogado, assumiu a prefeitura da capital federal em 1961, durante o governo de Jânio Quadros. Outro importante cargo ocupado foi o de Ministro da Educação, na gestão de João Goulart.

O velório ocorrerá neste domingo (14/7), em São Paulo. Em nota oficial, o Tribunal de Contas do Estados, por meio do presidente Antonio Roque Citadini, lamentou a morte de Paulo de Tarso Santos. Confira na íntegra: 

"O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCESP) manifesta o seu pesar pelo falecimento do Conselheiro Emérito Paulo de Tarso Santos, aos 93 anos, ocorrido neste sábado, 13 de julho, no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.

Advogado com formação pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP), Paulo de Tarso integrou o colegiado da Corte de Contas paulista entre os anos de 1985 a 1991, tendo sido o vigésimo sétimo Presidente.

Neste momento de irreparável perda, o Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, em nome de seus Conselheiros, Diretores e servidores, se solidariza com familiares e amigos, informando a decretação de luto oficial, com o hasteamento das bandeiras a meio-mastro.

O velório ocorrerá hoje (13/7), a partir das 22h, e o sepultamento, às 13h, será realizado no domingo (14/7), ambos no Cemitério Gethsêmani, em São Paulo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade