Publicidade

Correio Braziliense

Leitores continuam colorindo as redes sociais com fotos da #MissãoIpêCB

Confira as primeiras fotos das árvores com flores roxas publicadas no Instagram e selecionadas pela equipe do Correio. Para participar da campanha, basta fazer uma e postar a imagem na rede social com a hashtag #missãoipêcb


postado em 16/07/2019 06:00 / atualizado em 16/07/2019 08:19

(foto: @andrerochadf/instagram)
(foto: @andrerochadf/instagram)
Os ipês-roxos abriram a temporada mais esperada pelos brasilienses amantes da natureza, especialmente aqueles que não perdem a oportunidade de fazer uma boa foto. Os galhos recheados de flores tomaram conta do Distrito Federal. A previsão é de que essa beleza perdure até setembro, com uma nova paleta de cores: amarelo, rosa e branco. Para celebrar o colorido das árvores que se tornaram símbolo de Brasília, o Correio lançou mais uma edição da campanha #missãoipêcb. A equipe do jornal selecionou algumas das mais de mil imagens publicadas no Instagram.
 
Mas a campanha segue até o fim da temporada. Depois do florido roxo, chega a vez do amarelo, seguido pelo branco e, por último, o verde. Cada um dura em torno de 15 dias. O ipê verde deve aparecer no fim de setembro. Ele ainda é novo e, por enquanto, predomina apenas no viveiro da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), no Setor de Oficinas Sul (SOF) e próximo ao Parque Olhos D’água, na Asa Norte. 
 
A capital tem mais de 200 mil pés de ipês, segundo a Novacap. Nativas do cerrado, as árvores estão por todo canto, principalmente na região central, perto dos Eixos Sul e Norte, Setor Bancário e na Avenida L4. “Eles (os ipês) se tornaram um símbolo pela quantidade expressiva e floração de extrema beleza”, destaca Raimundo Cordeiro, chefe do Departamento de Parques e Jardins (DPJ) da Novacap.
 
Conhecido pelos longos troncos, os ipês podem chegar a 18 metros de altura, segundo o chefe do DPJ. Mas não pense que eles são todos iguais. Algumas espécies formam bolinhas e outras ficam salpicadas, observa a engenheira agrônoma da Universidade de Brasília (UnB) Carmem Regina Correia. Segundo ela, essa é a época de aproveitar também outras plantações do cerrado. “Temos a cagaita, por exemplo, que fica branca, florida”, diz.


A social media Rayane Lopes, 27 anos, não perde nenhuma oportunidade de fazer uma foto dos ipês, no Eixo Sul, quando vai para o trabalho. “Paro o carro na hora ou registro com o carro andando mesmo, o importante é não perder o momento”, contou. Segundo ela, as árvores são mais do que apenas tronco, galhos e flores. “Sou apaixonada por Brasília e por tudo que tem nela. Vejo tanta gente sofrendo na rua e sinto que os ipês podem alegrar o dia de uma pessoa”, ressaltou.


Participe


» O Correio separou, para esta publicação, as melhores fotos dos ipês-roxos publicadas no Instagram dos leitores. Mas ainda dá tempo de participar da campanha e ter a chance de ter sua foto publicada nas redes sociais, no site e no Correio Braziliense. Fez um lindo registro de ipê? Compartilhe com a gente. Para participar, publique uma foto tirada por você no Instagram com a hashtag #missãoipêcb.
 
 
Ver galeria . 15 Fotos Rafael Vieira/Instagram
(foto: Rafael Vieira/Instagram )
 
*Estagiária sob supervisão de Renato Alves 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade