Publicidade

Correio Braziliense

Brasília receberá em 11 de agosto a Corrida Contra a Corrupção

Evento ocorrerá na Esplanada dos Ministérios e conta com o apoio do Correio Braziliense


postado em 16/07/2019 14:17 / atualizado em 16/07/2019 14:18

(foto: Reprodução/Facebook)
(foto: Reprodução/Facebook)
No dia 11 de agosto, a partir das 8h, será realizada a quarta edição da Corrida Contra a Corrupção, na Esplanada dos Ministérios, em Brasília. O evento é planejado pela regional do Distrito federal da Associação Nacional dos Delegados da Polícia Federal (ADPF) e tem apoio do Correio Braziliense. A prova terá quatro categorias, são elas: 6km, 12km, caminhada de 3km e o trajeto de 200m, 300m e 400m para as crianças. 

 

O montante de 5% dos valores das incrições das categorias 6km e 12km serão remanejados para o instituto Batucar, fundado para desenvolver soluções de inclusão social por meio da educação, arte e cultura. As pessoas que têm algum tipo de deficiência física também poderão integrar o evento nas categorias de 6km e 12km. 

 

Nesta edição, os cinco primeiros que cruzarem a linha de chegada receberão troféus. Os atletas de 60 a 64 anos e os que têm mais de 65 anos também serão premiados, algo inédito no evento.

Além da atividade, o evento terá show da banda Magoo, grupo que é conhecido pelos brasilienses por tocar clássicos do rock.

 

Valores e inscrições

 

O primeiro lote promocional para as categorias de 6km e 12km, custam R$ 50. Segundo lote e terceiro lote, para as mesmas classes, custarão R$ 70 e R$ 90, respectivamente. A caminhada possui valor de R$ 40. Crianças pagarão R$ 30 e os cidadãos com mais de 60 anos terão desconto de 50%. O pagamento pode ser realizado por meio de cartão de crédito e boleto bancário (este disponível até 1º). 

 

As inscrições estarão disponíveis até o dia 6 de agosto às 23h59 e podem ser realizadas no site oficial do evento.  


A corrida

Criada em 2016, pela  Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF), a Corrida Contra a Corrupção foi desenvolvida para conscientizar a população sobre o combate às praticas ilegaias e para o fortalecimento da Polícia Federal. Também visa buscar apoio da população com as instituições de segurança. O projeto também visa dar continuidade a erradicação do crime organizado.

 

Luciano Leiro, Diretor Regional da ADPF no Distrito Federal e organizador da prova, afirma que uma Polícia Federal valorizada é o que a sociedade aguarda."É preciso dar mais autonomia à PF para que ela exerça seu papel sem possibilidade de interferência. Uma polícia federal valorizada é o que a sociedade espera, com mais autonomia, para termos mais concursos e foco especialmente no combate à corrupção. A corrida chama a atenção da sociedade para isso. É uma corrida cívica por uma Polícia Federal forte e um país sem corrupção", frisa.  
 
*Estagiário sob a supervisão de Vinícius Nader 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade