Publicidade

Correio Braziliense

Após ameaçá-la de morte, homem estupra e rouba mulher em Luziânia

A vítima foi abordada em uma parada de ônibus e, ameaçada com uma faca, forçada a acompanhar o criminoso até um terreno baldio


postado em 17/07/2019 20:56 / atualizado em 17/07/2019 21:21

Câmeras de segurança de um condomínio flagraram o homem obrigando a vítima a ir até um terreno baldio(foto: Reprodução)
Câmeras de segurança de um condomínio flagraram o homem obrigando a vítima a ir até um terreno baldio (foto: Reprodução)
Uma mulher foi estuprada e roubada no bairro Jardim Flamboyant, em Luziânia. O crime ocorreu no por volta das 7h de terça-feira (16/7), depois de o criminoso abordar a vítima na parada de ônibus onde ela aguardava transporte para o trabalho.

Armado com uma faca, o homem obrigou a jovem a ir até um terreno baldio nas proximidades, onde a violentou. Após cometer o estupro, ele fugiu com os pertences da jovem, que foi deixada no matagal. 
 
Câmeras de segurança de um condomínio da área registraram o momento em que o estuprador levava a vítima pelo braço em uma rua vazia e depois por um caminho de terra que leva a um terreno baldio, com mato alto. 
 

Ameaça de morte

De acordo com a Polícia Civil de Goiás (PCGO), a todo instante a vítima sofreu ameaças de morte. No momento do crime, o homem usava calça jeans, blusa e luvas escuras, além de uma jaqueta marrom clara. A PCGO informa que o abusador é moreno, alto e tem entre 25 e 35 anos. Quem tiver qualquer informação sobre o suspeito pode ligar anonimamente para o 197. 
 
A investigação preliminar da Delegacia de Luziânia indica que pode se tratar de um homem que agiu na região do Jardim Flamboyant no ano passado. Nesse período, esse suspeito cometeu ao menos três estupros de mulheres, sendo o último em 20 de dezembro.
 
A tese da polícia se sustenta a partir do modus operandi do estupro de terça-feira, que é semelhante com os de 2018. As imagens coletadas das câmeras de segurança passarão pela perícia da Polícia Civil. A partir do tratamento da filmagem, poderá ocorrer a comparação do rosto captado pela câmera de segurança com o retrato falado do suspeito que cometeu a série de estupros no ano passado.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade