Publicidade

Correio Braziliense

Mãe salva bebê de 16 dias com orientações da Polícia Militar pelo telefone

A criança engasgou durante o banho, perdendo os sinais vitais. A mãe ligou no 190 e recebeu a ajuda dos policiais


postado em 18/07/2019 18:52 / atualizado em 18/07/2019 18:52

Dias após o salvamento, os policiais foram até a casa da família para visitar a bebê, que passa bem(foto: PMGO/Divulgação)
Dias após o salvamento, os policiais foram até a casa da família para visitar a bebê, que passa bem (foto: PMGO/Divulgação)
Policiais militares do Centro Operacional (Copom) ajudaram uma mãe a salvar uma bebê de 16 dias de vida que engasgou durante o banho, em Águas Lindas de Goiás. Desesperada e sem saber o que fazer, a mulher ligou no 190 e falou com a cabo Priscila, que a orientou com procedimentos de salvamento. O caso aconteceu na última sexta-feira (12/7). 

"Ela chorava muito e disse que, durante o banho, entrou água no nariz da bebê e ela não consegui mais respirar. Passei as orientações da manobra de Heimlich, técnica que limpa as vias aéreas. Pedi para inclinar a criança e dar palmadinhas nas costas. Orientei a realizar o método por quatro vezes. Enquanto isso, já entramos em contato com os bombeiros para irem até o local", disse a militar.

Após as tentativas, a bebê voltou a respirar normalmente. "Geralmente, as pessoas procuram o Corpo de Bombeiros, porque o procedimento é feito por eles, mas a mãe disse que 190 foi o primeiro número que veio à cabeça", lembrou a cabo. Pouco tempo depois, o Corpo de Bombeiros chegou à casa da família e encaminhou mãe e filha para o hospital mais próximo para uma avaliação médica.

Visita 


"Dias depois fomos até a casa delas para visitá-las. Eu, a soldado Martha e o soldado Dantas, éramos a equipe do dia e fizemos questão de ir até lá. A mãe estava muito feliz, agradeceu demais a gente. Para nós, é gratificante, um sentimento maravilhoso. Conseguimos manter a calma da mãe e ela fez tudo certinho. Graças a Deus, conseguimos ajudá-las", declarou Priscila. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade