Publicidade

Correio Braziliense

Homem é preso acusado de assassinar mulher a pedradas na região do rosto

Suspeito e vítima se conheceram em um bar de Águas Lindas de Goiás. Depois o acusado a levou até um bairro isolado com a intenção de ter relações sexuais com a mulher, mas ela recusou


postado em 18/07/2019 19:32 / atualizado em 18/07/2019 19:44

Acusado jogou roupa da vítima em córrego de Águas Lindas de Goiás(foto: Polícia Civil de Goiás/Divulgação)
Acusado jogou roupa da vítima em córrego de Águas Lindas de Goiás (foto: Polícia Civil de Goiás/Divulgação)
 
Um homem de 36 anos foi preso suspeito de assassinar Josélia Alves da Costa, 47 anos, a pedradas. O crime ocorreu na madrugada de segunda-feira (18/7), em Águas Lindas de Goiás, entorno do Distrito Federal. Elizeu Neto Rodrigues Loiola e a vítima se conheceram em um bar da cidade. Depois, o acusado a levou até um bairro isolado com a intenção de ter relação sexual com a mulher. No entanto, Josélia recusou.
 
O homem, então, começou a agredi-la a pedradas na região do rosto. A mulher não resistiu e morreu. Antes de fugir, o acusado a deixou nua e jogou as roupas da vítima em um córrego no caminho da residência.

Um dia depois, na terça-feira (17/7), policiais do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) prenderam Elizeu. O homem confessou o crime e contou à polícia que na noite do assassinato conheceu Josélia em um bar. Os dois chegaram a consumir bebidas alcoólicas juntos e comeram uma pizza, mas, depois, ele a levou até uma região erma, onde tudo aconteceu.
 
A vítima ainda tentou reagir e arranhou as costas do acusado. Após o crime, o homem foi para casa.
 
A Justiça concedeu o pedido de prisão preventiva do acusado. Ele foi indiciado por feminicídio e pode pegar até 30 anos de prisão.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade