Publicidade

Correio Braziliense

Polícia divulga imagem de suspeito de matar homem na Feira dos Importados

Homicídio aconteceu no domingo (21/7), próximo ao Portão 2. Vítima e autor do crime, que está foragido, teriam combinado de brigar após um desentendimento


postado em 23/07/2019 19:39 / atualizado em 23/07/2019 19:40

Suspeito, de boné branco e casaco preto, teria discutido com a vítima, de camiseta branca, antes do crime(foto: PCDF/Divulgação)
Suspeito, de boné branco e casaco preto, teria discutido com a vítima, de camiseta branca, antes do crime (foto: PCDF/Divulgação)
A Polícia Civil procura o suspeito de assassinar Leandro Francisco Nunes Lopes, 31 anos, na Feira dos Importados do Setor de Indústria e Abastecimento (SIA). O crime aconteceu no domingo (21/7), por volta das 18h, na área externa próxima ao Portão 2. A vítima recebeu um golpe de faca na altura do pulmão, foi encaminhada para o Hospital de Base, mas não resistiu. O agressor fugiu do local com a arma usada na ação.

Leandro Francisco trabalhava como "correta", segundo a polícia. Ele captava de clientes para levar aos estabelecimentos de lojistas que pagavam por esse serviço. "Houve uma provocação e uma discussão entre Leandro e o autor do crime. A própria vítima também tinha índole agressiva, e foi responsável por convidar o agressor para brigar", detalhou o delegado-chefe da 8ª Delegacia de Polícia (SIA), Rodrigo Bonach. A unidade está à frente das investigações. 

Bonach recomenda aos comerciantes ter cuidado na hora de firmar acordo com pessoas para prestação de serviços de "corretagem".

"A Polícia Civil desaconselha que lojistas ou consumidores consultem pessoas que façam isso. Muitas vezes, são pessoas contratadas sem consulta aos antecedentes criminais delas, e várias costumam ser agressivas com os consumidores, constrangendo-os para oferecer os serviços. É melhor não pegar os cartões, nem ir com eles", aconselha o delegado.

Ainda segundo Rodrigo, o agressor aparenta ser uma pessoa de alta periculosidade e não era conhecido na região. Como o suspeito ainda não foi identificado, a Polícia Civil disponibiliza quatro canais para recebimento de denúncias e informações anônimas:


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade