Publicidade

Correio Braziliense

GDF investiga três casos suspeitos de sarampo na capital

Cinco pessoas que apresentaram sintomas da doença tiveram o quadro de saúde analisado, sendo que duas delas tiveram resultados negativos para o sarampo


postado em 13/08/2019 19:01 / atualizado em 13/08/2019 19:05

Dois casos de suspeita de sarampo foram descartados pela Secretaria de Saúde do Distrito Federal nesta terça-feira (13/8), mas três pessoas com sintomas da doença ainda estão sendo examinadas. Ainda não há confirmação de nenhum episódio da doença na capital, mas o ressurgimento do sarampo em estados como São Paulo, Rio de Janeiro, Pará e Bahia fizeram a vigilância aumentar no DF.

Somente no último final de semana, cinco pessoas foram examinadas após irem ao estado paulista ou terem tido contato com quem visitou a região, que apresenta surto da doença. O sarampo é contagioso e preocupa por ser de alta transmissibilidade, com risco de complicações graves e até mesmo óbito.

“Agora que dois foram descartados, temos trabalhado para averiguar os outros três, ainda em investigação. Há casos em que as respostas podem ser mais rápidas, outros em que podem demorar, a depender da necessidade de mais coletas e da logística com outros laboratórios, caso precise”, destacou a gerente de Vigilância das Doenças Imunopreveníveis e de Transmissão Hídrica e Alimentar, Renata Brandão.

O sarampo tem como sintomas febre e manchas avermelhadas pelo corpo, acompanhadas de um ou mais dos seguintes sinais e sintomas: tosse e/ou coriza e/ou conjuntivite. Quem apresentar esse quadro deve procurar a unidade de saúde mais próxima e informar ao profissional sobre os sintomas. Estima-se que uma pessoa doente transmita o vírus para outras 18, então pessoas com suspeitas devem evitar deslocamentos desnecessários.
 
Com informações da Agência Brasília 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade