Publicidade

Correio Braziliense

Parceria com embaixada leva aulas de espanhol a alunos de Brasília

Os professores serão treinados por meio de aulas on-line da Universidade de Salamanca


postado em 14/08/2019 06:00

(foto: Elio Rizzo/Esp. CB/D.A Press)
(foto: Elio Rizzo/Esp. CB/D.A Press)
Alunos do Centro de Ensino Médio 3 (CEM 3) de Taguatinga passarão a escutar “buenos días” com frequência. Eles serão os primeiros a fazer parte do projeto Escola Intercultural Bilíngue (EIB), do GDF, em parceria com a Embaixada da Espanha, que vai fornecer livros, mapas e material necessário.

Para o vice-diretor do colégio do CEM 3, Antônio di Lélis, a novidade é bem-vinda. “Houve conversas com pais, alunos e professores. Criou-se uma expectativa legal e vamos abraçar a causa”, ressaltou. Inicialmente, apenas três turmas de período integral terão o benefício. Os 120 alunos do 1º ano do ensino médio passam a ter quatro aulas semanais de espanhol (antes eram apenas duas). “É um processo gradativo. Todos os setores passarão pela mudança, desde o cumprimento do porteiro na entrada dos jovens, até o cardápio na cantina. Em tudo, os nomes estarão em português e espanhol”, garantiu Antônio.

Os professores serão treinados por meio de aulas on-line da Universidade de Salamanca. Embaixador da Espanha, Fernando García Casas destacou a parceria como uma primeira contribuição espanhola aos 60 anos de Brasília, celebrados em 2020. “O DF é um lugar para morar, se apaixonar e viver a cultura. Dos países que fazem fronteira com o Brasil, sete falam espanhol, então queremos facilitar essa convergência de idiomas. Uma língua pode abrir a janela ao mundo”, comentou.

O Caseb também deve se tornar bilíngue a partir do ano que vem.  “A gente começa implementação agora para que, daqui a três anos, metade das atividades seja na língua espanhola”, explicou o secretário de Educação, Rafael Parente. O inglês, no entanto, não será deixado de lado. “A gente quer que esses alunos das EIB sejam fluentes em três idiomas: português, inglês e uma terceira língua, que no caso da parceria com a Espanha, é o espanhol”, acrescentou. A França será a próxima a fechar um convênio com a Secretaria de Educação.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade