Publicidade

Correio Braziliense

Governo nomeará 200 professores para a educação básica do DF

Educadores trabalharão em regime de 40 horas semanais e atuarão nas áreas das ciências humanas, exatas, biológicas e de linguagens


postado em 19/08/2019 21:41 / atualizado em 19/08/2019 21:44

(foto: Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press - 22/2/2017)
(foto: Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press - 22/2/2017)
O GDF convocará, nesta semana, professores aprovados em concursos públicos para assumir cargos efetivos na educação básica do Distrito Federal. Na noite desta segunda-feira (19/8), o governador Ibaneis Rocha (MDB) nomeou 200 profissionais que aguardavam há dois anos para serem chamados. Os nomes serão publicados na edição de terça-feira (20/8) do Diário Oficial do DF.

De acordo com a Secretaria de Educação, as contratações ocorrerão por etapas. A previsão é de que, em breve, o governo convoque outros 300 aprovados para atuarem como professores temporários. A pasta, no entanto, não informou a data de divulgação da portaria com a nomeação do próximo grupo.

Os educadores trabalharão em regime de 40 horas semanais. As áreas de atuação deles incluem artes, biologia, ciências naturais, filosofia, física, geografia, história, espanhol, inglês, língua portuguesa, matemática, química, sociologia e ciências naturais.

Reforço


Neste ano, o Governo do Distrito Federal nomeou cerca de 800 servidores para a Educação. Em fevereiro, a pasta recebeu o reforço de 234 orientadores educacionais e 54 professores. Já em abril, 250 profissionais foram nomeados para atuar nas unidades de ensino participantes do projeto Escola que Queremos.

O programa visa a alcançar educação de excelência nas escolas públicas do Distrito Federal. A ação é dividida em seis eixos e contempla 190 escolas. A proposta é melhorar os índices de aprendizagem, reduzir as taxas de abandono e reprovação escolar, além de valorizar os profissionais da educação. Até 2022, há previsão de investimentos de R$ 40 milhões para execução do projeto.

Com informações da Agência Brasília e da Secretaria de Educação do Distrito Federal
 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade