Publicidade

Correio Braziliense

Secretaria de Saúde do DF confirma três casos de sarampo

Segundo a pasta, as vítimas não foram infectadas no Distrito Federal. O sarampo é uma doença viral das vias superiores, extremamente contagiosa, transmitida por fala, tosse e espirro


postado em 20/08/2019 18:15 / atualizado em 20/08/2019 20:46

No Distrito Federal, há 19 mil doses da tríplice viral no estoque da Secretaria de Saúde (foto: (foto: Paulo H. Carvalho/CB/D.A Press))
No Distrito Federal, há 19 mil doses da tríplice viral no estoque da Secretaria de Saúde (foto: (foto: Paulo H. Carvalho/CB/D.A Press))
A Secretaria de Saúde confirmou três casos de sarampo no Distrito Federal nesta terça-feira (20/8). As ocorrências estavam sendo analisadas desde 9 de agosto. Contudo, a pasta afirmou que as vítimas não foram infectadas na região. 

"Os dois primeiros casos tiveram contato com alguém que veio de São Paulo, já manifestando os sintomas clínicos. O terceiro caso foi uma jovem que viajou para São Paulo e retornou já apresentando os sintomas", informou a enfermeira Rosa Maria Mossri, da Vigilância das Doenças Imunopreveníveis de Transmissão Hídrica e Alimentar da pasta.

De acordo com o subsecretário de Vigilância à Saúde, Divino Valero, a Secretaria de Saúde já adotou ações para impedir a disseminação da doença como o alerta a viajantes e turistas, além de um posto de vacinação no Aeroporto Internacional de Brasília disponível para os funcionários que trabalham no local. 

A tríplice viral, vacina que garante a imunização contra sarampo, caxumba e rubéola em crianças de 1 ano de idade, foi aplicada em 84,4% da população infantil, até a última atualização da Secretaria de Saúde, relativa ao primeiro semestre deste ano. 

Atualmente, estão disponíveis 19 mil doses da tríplice viral no estoque da Secretaria de Saúde do DF, fornecidas pelo Ministério da Saúde. “A secretaria continuará atuando de maneira perene, rápida e eficiente, no monitoramento dos dados, caso tenham novos casos no DF”, confirmou Valero.


Postos de Saúde

Os moradores do Distrito Federal que não tomaram as vacinas preconizadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS), devem procurar uma unidade básica de saúde (UBS) para atualizar o cartão de vacina. A orientação é da Secretaria de Saúde. As doses são importantes para proteger a população, em especial contra o sarampo, que cresce em diversos pontos no país. 

As pessoas com idade de 1 a 29 anos e que não foram vacinadas anteriormente, ou que não têm como comprovar a imunização, recebem duas doses da tríplice viral, com intervalo de 30 dias entre elas. Para quem tem entre 30 e 49 anos é aplicada apenas uma dose. Após essa idade, o Ministério da Saúde não disponibiliza as vacinas.

Doença

O sarampo é uma doença viral das vias superiores, extremamente contagiosa, transmitida por fala, tosse e espirro. Ela se caracteriza, principalmente, por febre alta (acima dos 38,5ºC), manchas pelo corpo, tosse, coriza e conjuntivite. 

Com informações da Secretaria de Saúde.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade