Publicidade

Correio Braziliense

#missaoipescb: veja como participar da campanha que embeleza a capital

Em meio à temporada do ipê-amarelo, o Correio continua com a campanha #missãoipêscb. Confira algumas imagens feitas por leitores e selecionadas pela equipe do jornal


postado em 21/08/2019 06:00

(foto: Giscard Stephanou/Instagram)
(foto: Giscard Stephanou/Instagram)
Ele é o símbolo da capital federal. O ipê-amarelo floresce na temporada da seca e prenuncia a primavera. O deslumbramento do brasiliense diante da floração rende registros inéditos. Para celebrar o colorido, o Correio lançou mais uma edição da campanha #missãoipêscb.

 

(foto: Cleusa Santos/Instagram)
(foto: Cleusa Santos/Instagram)
 

 

Os primeiros galhos recheados com as flores amarelas apareceram no fim de julho, e a previsão é de que essa beleza perdure até o fim de outubro. “Por conta da variação da temperatura, o período da floração do ipê-amarelo retardou. Quando a estação é mais fria, o normal é o florescimento ocorrer no início de julho”, destaca Raimundo Silva, chefe do Departamento de Parques e Jardins da Novacap.

 

(foto: Andre Lemos/Instagram)
(foto: Andre Lemos/Instagram)
 

 

A capital tem mais de 200 mil pés de ipês, sendo 60 mil amarelos. Alguns chegam a 18 metros de altura. Depois do florido amarelo, chega a vez do rosa (floresce no fim de setembro e vai até o fim de outubro), seguido pelo branco, que dura entre três e cinco dias e, por último, o verde, que aparece no fim de setembro.

 

(foto: Yuri Rodrigo/Instagram)
(foto: Yuri Rodrigo/Instagram)
 

 

Há dois ipês-amarelos em frente ao apartamento onde moram a terapeuta Sandra de Oliveira, 56 anos, e a filha Isabela Monterissi, 29, na 214 Norte. “Sou beneficiada por acordar com uma beleza dessa. Poder tomar café da manhã e olhar para as árvores pela manhã não tem preço”, ressalta Sandra. “É uma arte natural. Às vezes, desço do prédio e sento na sombra, debaixo dos galhos e vou ler um livro. É uma paz extraordinária”, completa.

 

(foto: Leonardo Rodrigues/Instagram)
(foto: Leonardo Rodrigues/Instagram)
 


A filha Isabela é atriz e poeta. Ela escreve poemas sob os ipês. “Minha inspiração aumenta, pois me traz um ar de paz e tranquilidade. Somos abençoados por Deus por ter algo tão lindo e colorido em Brasília”, destaca.

* Estagiária sob supervisão de Renato Alves

Participe

» Ainda dá tempo de participar da campanha e ter a chance de ter sua foto publicada nas redes sociais, no site e no Correio Braziliense. Fez um lindo registro de ipê? Compartilhe com a gente. Para participar, publique uma foto tirada por você no Instagram com a hashtag #missãoipêcb.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade