Publicidade

Correio Braziliense

Grupo convida para passeio, neste domingo, em cachoeiras do Ribeirão

Durante a trilha, considerada de dificuldade baixa, será feita a limpeza da área, com a coleta de lixo deixado na região


postado em 22/08/2019 16:00 / atualizado em 22/08/2019 19:18

Os trilheiros vão percorrer uma distância de 1,5km e passar pelas cachoeiras Forquilha, Araripe e a Quilombo(foto: Neyrilene Costa/Divulgação)
Os trilheiros vão percorrer uma distância de 1,5km e passar pelas cachoeiras Forquilha, Araripe e a Quilombo (foto: Neyrilene Costa/Divulgação)
O movimento popular ambiental SOS Ribeirão vai promover um passeio por trilha gratuito, neste domingo (25/8), com o objetivo de visitar cachoeiras e recolher o lixo deixado próximo ao Ribeirão Sobradinho. No passeio, que começa às 10h, os participantes vao visitar três cachoeiras: Forquilha, a Araripe e a Quilombo.

Segundo o grupo, o objetivo da ação é conscientizar a população do Distrito Federal e Entorno sobre a poluição das águas do ribeirão, atualmente impróprias para uso e consumo. A distância a ser percorrida é de 1,5km, e o grau de dificuldade é considerado fácil, ou seja, idosos, crianças e pessoas sem preparo físico podem participar e ajudar.

O ponto de encontro para o início da trilha será no Restaurante Rural do Condomínio Entre Lagos, no Itapoã, no início da DF-250, que liga o Paranoá à Planaltina. A recomendação para os trilheiros é a de que usem roupas leves e tênis. Indica-se também que usem protetor solar e levem garrafa de água, boné/chapéu, além de lanches, caso queiram.

O passei deve terminar por volta do meio-dia. Às 13h, no restaurante, o professor da Universidade de Brasília (UnB) Ricardo Minote falará sobre o Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio Paranaíba- DF, presidido por ele. As águas do Ribeirão Sobradinho desembocam na bacia hidrográfica do Rio Paranaíba, que abrange aproximadamente 70% do território do Distrito Federal.

Contaminação

De acordo com uma análise desenvolvida em 2011 por estudantes dos Programas de Pós-Graduação em Saúde Coletiva e de Ciências da Saúde da UnB, a qualidade das águas do ribeirão está insatisfatória, colocando a população em um ambiente de poluição e com risco de doenças. 
    
O movimento popular ambiental SOS Ribeirão foi criado em 2010. A ideia surgiu após uma pesquisa de mestrado sobre as áreas de ocupação desordenada na região de Sobradinho, ameaçando leitos de rios, córregos, ribeirões, nascentes e áreas de encostas. 

Após a verificação, iniciou-se uma campanha de sensibilização e revitalização com a causa ambiental em Sobradinho I e II.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade