Publicidade

Correio Braziliense

Hmib começa a usar serviço de marcação de consulta por Whatsapp

O objetivo é facilitar marcações dos retornos ambulatoriais evitando deslocamentos desnecessários


postado em 23/08/2019 08:57 / atualizado em 23/08/2019 09:55

(foto: Caio Gomez/CB/D.A Press)
(foto: Caio Gomez/CB/D.A Press)
 
O aplicativo Whatsapp começaou a ser utilizado para fazer maracações dos retornos ambulatoriais no Hospital Materno Infantil de Brasília (Hmib). A iniciativa, que está valendo desde quinta-feira (22), visa evitar deslocamentos de crianças e gestantes sem necessidade.

A nova metodologia está sendo experimentada há quase um ano e irá modernizar o sistema de informações ao paciente, beneficiando a todas as pessoas que realizarem o agendamento do retorno sem precisar comparecer ao hospital. De acordo com a chefe do Núcleo de Matrícula, Marcação de Consultas e Prontuário de Pacientes (NMCP), Taisis de Oliveira, o objetivo foi garantir ao usuário uma maior segurança e facilidade no agendamento.

"O Hmib tem uma demanda bastante expressiva de marcações e alterações de agendas, no que se refere às consultas ambulatoriais, o que motivou a reestruturação do Núcleo de Matrícula, Marcação de Consultas e Prontuário de Pacientes. Nosso público principal são crianças e gestantes, que merecem uma atenção especial. Uma espera na fila ou até uma vinda ao hospital pode ser desgastante”, complementa.
 
O aplicativo ainda vai melhorar o entendimento da comunicação repassada para que não gere dúvidas quanto a datas e horários. “E vai reduzir os custos da Secretaria de Saúde com ligações para celulares e telefones fixos, dentre outros aspectos”, destaca Taisis.
 

Resultados 

 
Durante o período experimental esse sistema de informação revelou boa aceitação por parte dos usuários, e demonstrou bastante agilidade, modernidade e acessibilidade, reforça a chefe do setor.
 
Com os resultados demonstrativos, analisados entre julho e setembro de 2017, observou-se que o setor apresenta uma quantidade média por semana de alterações de consultas e retornos de 163 remanejamentos de agendas. Essas comunicações foram feitas pelo novo sistema e registrou uma aprovação de 72,4% dos pacientes, nos três meses de testes.
 

Agendamentos 

 
Caso o paciente não se encaixem na marcação de retorno deverá solicitar agendamento de consulta de primeira vez e de exames pessoalmente, em caso de encaminhamentos vindos do próprio Hmib, ou na Unidade Básica de Saúde mais próxima das residências.
 
Nas remarcações em que o paciente não tenha o serviço ou não queira disponibilizar o acesso ao sistema, os funcionários vão continuar efetuando as ligações via telefone e também realizando os agendamentos pessoalmente.
 
Com informações da Agência Brasília

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade